Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 18 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Amantes de pets ganham alternativa para gerar renda extra

André Henriques/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Yasmin Assagra
Especial para o Diário

16/02/2017 | 07:11


Gerar uma renda extra sempre foi sinônimo de interesse na hora de pagar contas. E quando se fala em animais, os apaixonados podem conciliar o gosto pelos bichos e a rentabilidade de um trabalho dedicado a esse mercado.

O Grande ABC tem oferecido muitas oportunidades para quem deseja trabalhar com isso. Além de creches e passeadores, aplicativos com esse serviço buscam encontrar profissionais para atuar nesta plataforma, como exemplo, o Pet Anjo. Único marketplace de funções para pets no Brasil, está credenciando interessados em atuar como ‘anjos’.

Qualquer pessoa que goste de animais e tenha habilidades pode se inscrever, já que o trabalho é flexível e dá oportunidade de fazer o próprio horário. "Eu percebi que a demanda era grande por conta dos clientes e precisava de gente capacitada. Apesar de parecer um hobbie, é um trabalho muito sério, nós lidamos com vidas", comenta a veterinária e fundadora do Pet Anjo Carolina Rocha.

Em um mês, dependendo dos serviços que serão prestados aos clientes, o ‘anjo’ pode faturar cerca de 70% do valor trabalhado, que pode variar entre R$ 300 a R$ 2.000, o aplicativo recebe uma comissão de 30%. "Essa intermediação, favorece a comunicação e traz o intuito de capacitar o profissional com nossos treinamentos, a qualificação de trabalhar na área e claro, aumentar a renda", finaliza Rocha.

Para o economista e professor de Ciências Econômicas da Universidade Metodista de São Paulo, Sandro Maskio, um trabalho para gerar essa renda, consiste em planejamento na utilização do dinheiro, visto que, o valor pode ser muito variável em cada mês. Com isso, vale analisar se utiliza a curto ou a longo prazo. "Esses trabalhos sempre são benéficos, apesar de serem um fluxo muito alterável. O ideal é analisar a situação atual da família e como usar essa aplicação, se cabe para pagar contas atuais ou conseguir guardar em poupança para compras futuras", ressalta Maskio.

Rosangela Araújo, 48 anos, de Santo André, desde agosto do ano passado se dedica ao trabalho e nele encontrou a oportunidade de usar o dinheiro a curto prazo. “Eu consigo unir o útil ao agradável, é uma ótima ideia para ganhar um extra e muito gratificante quando meus clientes sentem que eu faço além do que fui contratada. É muito prazeroso", relata. Com isso, Rosangela consegue destinar o valor recebido para as contas diárias. "Pretendo continuar trabalhando com isso para acertar todas minhas contas. Além de agregar com outras atividades."

OPORTUNIDADE

Hoje com uma média de 1.000 anjos ativo pelo Brasil, a única exigência ao engressar como ‘anjo’ é realizar um treinamento para começar os trabalhos, que garante cuidado adicional aos pets. Se o interesse for apenas nos serviços de hospedagem, o treinamento é gratuito. Os demais serviços, o valor é de R$ 120 e inclui o kit de produtos Pet Anjo. Todos contendo um processo seletivo para conhecer o novo funcionário e seus objetivos de vida. Os interessados podem conhecer pelo site https://petanjo.com/. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Amantes de pets ganham alternativa para gerar renda extra

Yasmin Assagra
Especial para o Diário

16/02/2017 | 07:11


Gerar uma renda extra sempre foi sinônimo de interesse na hora de pagar contas. E quando se fala em animais, os apaixonados podem conciliar o gosto pelos bichos e a rentabilidade de um trabalho dedicado a esse mercado.

O Grande ABC tem oferecido muitas oportunidades para quem deseja trabalhar com isso. Além de creches e passeadores, aplicativos com esse serviço buscam encontrar profissionais para atuar nesta plataforma, como exemplo, o Pet Anjo. Único marketplace de funções para pets no Brasil, está credenciando interessados em atuar como ‘anjos’.

Qualquer pessoa que goste de animais e tenha habilidades pode se inscrever, já que o trabalho é flexível e dá oportunidade de fazer o próprio horário. "Eu percebi que a demanda era grande por conta dos clientes e precisava de gente capacitada. Apesar de parecer um hobbie, é um trabalho muito sério, nós lidamos com vidas", comenta a veterinária e fundadora do Pet Anjo Carolina Rocha.

Em um mês, dependendo dos serviços que serão prestados aos clientes, o ‘anjo’ pode faturar cerca de 70% do valor trabalhado, que pode variar entre R$ 300 a R$ 2.000, o aplicativo recebe uma comissão de 30%. "Essa intermediação, favorece a comunicação e traz o intuito de capacitar o profissional com nossos treinamentos, a qualificação de trabalhar na área e claro, aumentar a renda", finaliza Rocha.

Para o economista e professor de Ciências Econômicas da Universidade Metodista de São Paulo, Sandro Maskio, um trabalho para gerar essa renda, consiste em planejamento na utilização do dinheiro, visto que, o valor pode ser muito variável em cada mês. Com isso, vale analisar se utiliza a curto ou a longo prazo. "Esses trabalhos sempre são benéficos, apesar de serem um fluxo muito alterável. O ideal é analisar a situação atual da família e como usar essa aplicação, se cabe para pagar contas atuais ou conseguir guardar em poupança para compras futuras", ressalta Maskio.

Rosangela Araújo, 48 anos, de Santo André, desde agosto do ano passado se dedica ao trabalho e nele encontrou a oportunidade de usar o dinheiro a curto prazo. “Eu consigo unir o útil ao agradável, é uma ótima ideia para ganhar um extra e muito gratificante quando meus clientes sentem que eu faço além do que fui contratada. É muito prazeroso", relata. Com isso, Rosangela consegue destinar o valor recebido para as contas diárias. "Pretendo continuar trabalhando com isso para acertar todas minhas contas. Além de agregar com outras atividades."

OPORTUNIDADE

Hoje com uma média de 1.000 anjos ativo pelo Brasil, a única exigência ao engressar como ‘anjo’ é realizar um treinamento para começar os trabalhos, que garante cuidado adicional aos pets. Se o interesse for apenas nos serviços de hospedagem, o treinamento é gratuito. Os demais serviços, o valor é de R$ 120 e inclui o kit de produtos Pet Anjo. Todos contendo um processo seletivo para conhecer o novo funcionário e seus objetivos de vida. Os interessados podem conhecer pelo site https://petanjo.com/. 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;