Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 22 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Van Damme prega o amor em São Paulo


Cássio Gomes Neves
Do Diário do Grande ABC

06/05/2001 | 19:15


  Por fora, belo acrobata; por dentro, seguidor de John Lennon. Assim se pronunciou o astro belga Jean-Claude Van Damme durante entrevista coletiva concedida no sábado, no hotel Gran Meliá, em São Paulo. O ator permanece até terça no Brasil para divulgar seu mais novo filme, Replicante, que deve estrear em São Paulo na próxima sexta-feira.

O discurso à base de All You Need Is Love foi recorrente na boca de Van Damme, fosse para comentar a nova obra ou a vida pessoal. “Amar é muito bom”, resumiu o ator enquanto justificava a escolha dos cinemas paulistas para a avant-première mundial de Replicante. “O público de São Paulo é quente o suficiente para entender um Van Damme diferente”. O novo Van Damme, segundo o próprio, aflorou com a direção de Ringo Lam, com quem já trabalhara em Risco Máximo (1996). “Foi um grande pulo na minha carreira. Ringo me colocou em outro nível de atuação. Ele é o Martin Scorsese da Ásia”.

Aos 40 anos, pai de três filhos e casado (pela segunda vez) com Gladys Portugues, Van Damme rejeita a espiritualidade como transformadora de sua trajetória pessoal – que já comportou acusações de assédio sexual, envolvimento com drogas e brigas com um guarda-costas. “É de amor que precisamos para ajudar uns aos outros e fazer um mundo melhor”.

A pregação preserva o mesmo tom quando Van Damme volta seus comentários a Replicante, filme no qual interpreta dois papéis: o assassino Garrotte e seu clone, o mocinho da história batizado como Número Um. “Não existe bem e mal, e sim o puro e impuro. Somos nós (os humanos) os verdadeiros criadores do mal. A vida é sempre violenta, eu não”.

A distribuição de Replicante no país está a cargo da Califórnia Filmes, empresa de São Bernardo comandada pelos irmãos Clayton, Marcos Antonio e Vladimir Fernandes. Apesar de ainda estar em pré-produção, o próximo projeto do ator belga e do diretor Lam, The Monk (O Monge), já tem assegurada outra parceria com a Califórnia. “Eu acredito nos distribuidores independentes, gosto de ajudá-los a alçar alguns degraus”, concluiu Van Damme minutos depois de considerar possível filmar no Brasil. “A arquitetura e as florestas daqui são perfeitas para um filme”.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;