Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 6 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

economia@dgabc.com.br | 4435-8057

Compra da casa própria via consórcio cresce 37%


Leandro Cervantes
Do Diário do Grande ABC

06/04/2006 | 08:49


Em tempos de juros altos e dinheiro curto, o consórcio de imóveis tem se mostrado uma opção interessante para quem pode esperar um pouco mais para ter as chaves da casa nova nas mãos. Mesmo com o expressivo crescimento dos financiamentos pelo SFH (Sistema Financeiro da Habitação), verificado nos primeiros três meses do ano, o consórcio também ganhou mercado. Dados da Abac (Associação Brasileira das Administradoras de Consórcio) mostram um crescimento de 37% no número de adesões a essa modalidade entre janeiro e março deste ano, ante o mesmo período do ano passado, com a comercialização de cerca de 41 mil novas cotas.

“As pessoas têm se interessado cada vez mais pelo consórcio por conta da facilidade de contratação e por ser o sistema de parcelamento mais econômico do mercado, já que não há cobrança de juros”, destaca o presidente da Abac, Rodolfo Montosa.

Mercado – Para Montosa, o bom desempenho dessa modalidade de consórcio – juntamente com o crescimento dos outros tipos de financiamento – mostra a potencialidade do mercado imobiliário brasileiro, mas é ainda pequeno se comparado ao déficit habitacional do país. “O resultado é muito bom. O mercado de imóveis está crescendo, mas quando se olha o déficit (habitacional) percebemos que ainda é pouco, por conta da própria situação econômica do país”, comenta. O presidente da Abac estima um crescimento de aproximadamente 15% nas vendas de consórcio de imóveis neste ano.

Vantagem – Segundo uma simulação realizada pela Abecip (Associação Brasileira das Entidades de Crédito Imobiliário e Poupança) a aquisição de um imóvel por consórcio é a opção menos cara na comparação com financiamentos diretos pelas construtoras ou pelo SFH (Sistema Financeiro da Habitação). Supondo-se o financiamento de uma casa de R$ 200 mil, pelo consórcio o comprador pagará no final do plano 73% a mais do valor à vista, enquanto no financiamento direto com a construtora esse percentual chega a 128%.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;