Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 3 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Premiê japonês é pressionado a renunciar


Das Agências

14/02/2001 | 09:04


A pressão aumentou nesta quarta-feira sobre o primeiro-ministro japonês Yoshiro Mori, cada vez mais criticado depois de uma série de escândalos e por sua atitude em relação ao acidente de um pesqueiro japonês que foi afundado por um submarino norte-americano.

Um dirigente de um dos três partidos da coalizão que está no poder, o Komeito, pediu para Mori renunciar. "Seria melhor para ele partir", declarou o político que pediu anonimato.

Fato sem precedentes, o primeiro-ministro, que tem índices baixos nas pesquisas de opinião, também foi criticado por seu braço direito, o secretário-geral do governo, Yasuo Fukuda, por não ter interrompido uma partida de golfe depois de ser avisado sobre a colisão entre o navio japonês e o submarino.

Este acidente aconteceu em frente ao Hawai no sábado e provocou a morte de sete marinheiros japoneses.

Vários dirigentes também criticaram de forma mais ou menos direta a atitude de Mori em relação ao acidente, que provocou forte comoção na opinão pública.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;