Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 25 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Turismo

turismo@dgabc.com.br | 4435-8367

Praia Grande: sabe coração de mãe?

Divulgação  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Cidade chega a receber mais de 1 milhão de pessoas em alta temporada


Marcela Munhoz

15/12/2016 | 07:00


 Muita gente a acusa de não ser tão elegante quanto as praias d>o Norte, reclama da violência frequente em suas ruas e vira a cara para a possibilidade de disputar espaço nas areias, filas de supermercado e trânsito no ápice do verão. Mas, cá entre nós: muitas vezes é a Praia Grande o destino escolhido para curtir a folga ou até mesmo as férias.

É uma mão na roda poder estar com o pé na areia em menos de uma hora de viagem, especialmente para quem já mora na boca da Anchieta-Imigrantes. E não é só este o motivo que leva muita gente a não querer trocar a boa e velha ‘Long Beach’ de guerra por nenhuma outra.

A começar pela famosa faixa de areia gigante da quase cinquentona cidade. São mais de 22 quilômetros divididos, entre outros, em Solemar, Balneário Flórida, Real, Vila Caiçara, Maracanã, Vila Mirim, Cidade Ocian, Tupy, Aviação, Guilhermina, Boqueirão e Canto do Forte, ligados por grande ciclovia.

E o destino oferece mais do que praia. Possui pontos turísticos surpreendentes, monumentos e cantos especiais, como o Portinho, cujo acesso é feito pelo Portal de Entrada da cidade. Lá é possível navegar, praticar esportes, fazer churrasco nos quiosques, chegar bem perto da natureza e aplaudir belo por do sol.

A Fortaleza de Itaipu também merece ser visitada. Construída há mais de 100 anos e que ainda abriga o 2º Grupo de Artilharia Antiaérea (GAAAe) José Bonifácio e Fernando de Noronha, recebe turistas a R$ 5 por pessoa. São oito quilômetros de passeio agradável e tranquilo, com guia que explica cada ponto do local, incluindo casos curiosos. Foi ali que o Rei Pelé prestou serviços militares em 1959. A vista é incrível.

Aém disso, o destino também é conhecido pelas bicicletas enormes alugadas para os passeios em família nas ciclovias, feirinhas de artesanato e comida, pela agitação de dia, tarde e noite (não deixe de conhecer o Palácio das Artes). Vale a pena dar uma chance para a Praia Grande também no inverno. Em julho acontece a tradicional e deliciosa Festa da Tainha.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Praia Grande: sabe coração de mãe?

Cidade chega a receber mais de 1 milhão de pessoas em alta temporada

Marcela Munhoz

15/12/2016 | 07:00


 Muita gente a acusa de não ser tão elegante quanto as praias d>o Norte, reclama da violência frequente em suas ruas e vira a cara para a possibilidade de disputar espaço nas areias, filas de supermercado e trânsito no ápice do verão. Mas, cá entre nós: muitas vezes é a Praia Grande o destino escolhido para curtir a folga ou até mesmo as férias.

É uma mão na roda poder estar com o pé na areia em menos de uma hora de viagem, especialmente para quem já mora na boca da Anchieta-Imigrantes. E não é só este o motivo que leva muita gente a não querer trocar a boa e velha ‘Long Beach’ de guerra por nenhuma outra.

A começar pela famosa faixa de areia gigante da quase cinquentona cidade. São mais de 22 quilômetros divididos, entre outros, em Solemar, Balneário Flórida, Real, Vila Caiçara, Maracanã, Vila Mirim, Cidade Ocian, Tupy, Aviação, Guilhermina, Boqueirão e Canto do Forte, ligados por grande ciclovia.

E o destino oferece mais do que praia. Possui pontos turísticos surpreendentes, monumentos e cantos especiais, como o Portinho, cujo acesso é feito pelo Portal de Entrada da cidade. Lá é possível navegar, praticar esportes, fazer churrasco nos quiosques, chegar bem perto da natureza e aplaudir belo por do sol.

A Fortaleza de Itaipu também merece ser visitada. Construída há mais de 100 anos e que ainda abriga o 2º Grupo de Artilharia Antiaérea (GAAAe) José Bonifácio e Fernando de Noronha, recebe turistas a R$ 5 por pessoa. São oito quilômetros de passeio agradável e tranquilo, com guia que explica cada ponto do local, incluindo casos curiosos. Foi ali que o Rei Pelé prestou serviços militares em 1959. A vista é incrível.

Aém disso, o destino também é conhecido pelas bicicletas enormes alugadas para os passeios em família nas ciclovias, feirinhas de artesanato e comida, pela agitação de dia, tarde e noite (não deixe de conhecer o Palácio das Artes). Vale a pena dar uma chance para a Praia Grande também no inverno. Em julho acontece a tradicional e deliciosa Festa da Tainha.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;