Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 27 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Advogados de Saddam acusam a justiça iraquiana de ilegal


Da AFP

02/07/2004 | 11:46


Os advogados jordanianos responsáveis pela defesa de Saddam Hussein afirmaram nesta sexta-feira que a primeira audiência do ex-ditador no Tribunal Especial iraquiano foi "uma farsa". Eles protestaram contra a legitimidade das autoridades judiciais do Iraque, acusando-as de tê-los impedido de viajar a Bagdá.

Ziad Jassawneh e Mohammad Al Rachdan disseram que se sentiram muito frustrados quando viram pela televisão o ex-ditador comparecendo num tribunal iraquiano, o que para eles é "ilegal".

"A audiência do tribunal foi uma farsa e uma comédia", afirmou Rachdan, que dirige o grupo de 20 advogados com sede em Amã, designado pela esposa e as três filhas de Saddam Hussein para defendê-lo.

"Os juízes foram nomeados ilegalmente por Paul Bremer", acrescentou o advogado, em referência ao ex-administrador civil designado ao Iraque pelos Estados Unidos.

Rachdan disse que a equipe de defesa tinha contatado "vários países, entre eles França, para contar com uma proteção internacional tendo em vista uma viagem ao Iraque e defender o presidente Saddam".

"Estamos esperando suas respostas", disse. "As autoridades iraquianas têm medo da equipe de defesa e é por isso que colocam obstáculos em nosso caminho", acrescentou o advogado.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;