Fechar
Publicidade

Sábado, 14 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Serviço de radiologia volta a funcionar em Mauá

Ricardo Trida Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Após uma semana de protesto por salários atrasados, técnicos terceirizados voltaram ao trabalho ontem


Leonardo Santos
Especial para o Diário

26/11/2016 | 07:00


 Após uma semana de paralisação, os serviços de radiologia do Hospital Nardini, em Mauá, voltaram a ser realizados normalmente. Os 22 técnicos da SPX Imagens, voltaram à atividade após acerto entre a empresa e a Prefeitura. A administração Donisete Braga (PT) efetuou o pagamento de parte da dívida de R$ 700 mil junto à terceirizada, cerca de R$ 287,7 mil, com a promessa de liquidar a fatura posteriormente.

Conforme o porta-voz do Sintaresp (Sindicato dos Tecnólogos, Técnicos e Auxiliar em Radiologia de São Paulo), Mário Cesar Mandoca, o supervisor do hospital entrou em contato com a associação para avisar sobre o pagamento dos funcionários. “De cinco parcelas, pagaram duas. Os serviços voltaram porque a empresa não quer prejudicar os pacientes, mas precisa que a Prefeitura honre o acordo firmado. Caso não ocorra, voltaremos (a paralisar)”, promete.

Durante o período de paralisação, apenas pacientes internados em estado crítico eram atendidos. Os demais realizavam exames de raio X nas UPAs (Unidades de Pronto Atendimento). Munícipes com cirurgias agendadas tiveram os procedimentos remarcados.

Esta foi a segunda vez que os funcionários terceirizados cruzaram os braços neste ano. Em outubro, os técnicos paralisaram as atividades por algumas horas pelo mesmo motivo. A SPX já havia destacado que “os atrasos por parte da Prefeitura são recorrentes e que a empresa não consegue subsidiar os serviços”.

A Prefeitura de Mauá informou, via Secretaria de Saúde, que não há previsão para pagamento das parcelas em aberto com a empresa SPX Imagens. No entanto, esclareceu que, de acordo com cláusulas contratuais, os serviços prestados pela contratada à Saúde e ao Hospital Nardini não podem ser interrompidos quando o atraso do pagamento da parcela não superar prazo de 60 dias (no caso do hospital) e 90 dias (no caso da rede de Saúde).

 

OBRAS

O Hospital Nardini passa por obras de ampliação desde 2015 e a promessa era de que as intervenções, que somam R$ 6,7 milhões em investimento, fossem concluídas em junho. O novo prazo dado pela administração é dezembro.

 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Serviço de radiologia volta a funcionar em Mauá

Após uma semana de protesto por salários atrasados, técnicos terceirizados voltaram ao trabalho ontem

Leonardo Santos
Especial para o Diário

26/11/2016 | 07:00


 Após uma semana de paralisação, os serviços de radiologia do Hospital Nardini, em Mauá, voltaram a ser realizados normalmente. Os 22 técnicos da SPX Imagens, voltaram à atividade após acerto entre a empresa e a Prefeitura. A administração Donisete Braga (PT) efetuou o pagamento de parte da dívida de R$ 700 mil junto à terceirizada, cerca de R$ 287,7 mil, com a promessa de liquidar a fatura posteriormente.

Conforme o porta-voz do Sintaresp (Sindicato dos Tecnólogos, Técnicos e Auxiliar em Radiologia de São Paulo), Mário Cesar Mandoca, o supervisor do hospital entrou em contato com a associação para avisar sobre o pagamento dos funcionários. “De cinco parcelas, pagaram duas. Os serviços voltaram porque a empresa não quer prejudicar os pacientes, mas precisa que a Prefeitura honre o acordo firmado. Caso não ocorra, voltaremos (a paralisar)”, promete.

Durante o período de paralisação, apenas pacientes internados em estado crítico eram atendidos. Os demais realizavam exames de raio X nas UPAs (Unidades de Pronto Atendimento). Munícipes com cirurgias agendadas tiveram os procedimentos remarcados.

Esta foi a segunda vez que os funcionários terceirizados cruzaram os braços neste ano. Em outubro, os técnicos paralisaram as atividades por algumas horas pelo mesmo motivo. A SPX já havia destacado que “os atrasos por parte da Prefeitura são recorrentes e que a empresa não consegue subsidiar os serviços”.

A Prefeitura de Mauá informou, via Secretaria de Saúde, que não há previsão para pagamento das parcelas em aberto com a empresa SPX Imagens. No entanto, esclareceu que, de acordo com cláusulas contratuais, os serviços prestados pela contratada à Saúde e ao Hospital Nardini não podem ser interrompidos quando o atraso do pagamento da parcela não superar prazo de 60 dias (no caso do hospital) e 90 dias (no caso da rede de Saúde).

 

OBRAS

O Hospital Nardini passa por obras de ampliação desde 2015 e a promessa era de que as intervenções, que somam R$ 6,7 milhões em investimento, fossem concluídas em junho. O novo prazo dado pela administração é dezembro.

 

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;