Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 9 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Santo André anuncia
R$ 30 mi para Saúde


Fábio Munhoz
Do Diário do Grande ABC

06/08/2011 | 07:02


A Prefeitura de Santo André anunciou na tarde de ontem investimentos na ordem de R$ 30 milhões para a área da Saúde. O pacote inclui a construção de seis Unidades de Pronto Atendimento 24 horas, cinco Unidades de Saúde da Família, além da reforma de diversos equipamentos. Outro anúncio feito pela administração é a valorização dos 250 agentes de Saúde comunitária, que receberão reajuste de 7% retroativo a maio, mais gratificação mensal de R$ 150, que equivalem a 12% do salário.

Segundo o Executivo, do total de R$ 30 milhões, R$ 10 milhões serão oriundos de convênios com o Ministério da Saúde, enquanto o restante será do orçamento municipal. A maior parte da verba será destinada à construção das UPAs, que, juntas, custarão cerca de R$ 17,5 milhões. Das seis unidades, cinco terão 40% dos gastos custeados pelo governo federal.

A administração informou que arcará com 100% do valor da UPA da Vila Luzita, que teve o projeto negado pelo governo federal, já que o terreno oferecido está ao lado do Pronto Atendimento do bairro.

Segundo o secretário de Saúde e de Gabinete, Nilson Bonome, as UPAs dos bairros Jardim Santo André, Vila Luzita, Centro e Sacadura Cabral estão em fase final de licitação e terão as obras iniciadas dentro de aproximadamente 20 dias. "Em fevereiro já estarão prontas", garantiu o secretário. As outras duas - no Jardim Rina e no Parque Marajoara - ainda estão no início do processo licitatório e deverão começar a ser construídas com dois meses de atraso em relação às demais.

O Jardim Santo André, bairro carente na periferia da cidade e conhecido pelos altos índices de violência, também será beneficiado com uma USF. Além desta, mais quatro serão entregues até junho do ano que vem.

Para o prefeito Aidan Ravin (PTB), a ampliação das USFs é importante para a prevenção de doenças, já que são os agentes comunitários que visitam as famílias e identificam os primeiros problemas. "As ações preventivas, além de trazerem tranquilidade, dão segurança de menos gastos no futuro", avaliou Ravin.

Entre os equipamentos reformados estão a UTI do Centro Hospitalar Municipal, que atualmente tem 20 leitos. Com a reforma e ampliação, terá capacidade para atender até 30 pessoas. Também passa por obras a Unidade de Saúde de Paranapiacaba, que deverá ser entregue em setembro. A reforma é reivindicação antiga da população do bairro, que tem de se deslocar por aproximadamente 30 quilômetros para receber atendimento médico no Centro da cidade.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Santo André anuncia
R$ 30 mi para Saúde

Fábio Munhoz
Do Diário do Grande ABC

06/08/2011 | 07:02


A Prefeitura de Santo André anunciou na tarde de ontem investimentos na ordem de R$ 30 milhões para a área da Saúde. O pacote inclui a construção de seis Unidades de Pronto Atendimento 24 horas, cinco Unidades de Saúde da Família, além da reforma de diversos equipamentos. Outro anúncio feito pela administração é a valorização dos 250 agentes de Saúde comunitária, que receberão reajuste de 7% retroativo a maio, mais gratificação mensal de R$ 150, que equivalem a 12% do salário.

Segundo o Executivo, do total de R$ 30 milhões, R$ 10 milhões serão oriundos de convênios com o Ministério da Saúde, enquanto o restante será do orçamento municipal. A maior parte da verba será destinada à construção das UPAs, que, juntas, custarão cerca de R$ 17,5 milhões. Das seis unidades, cinco terão 40% dos gastos custeados pelo governo federal.

A administração informou que arcará com 100% do valor da UPA da Vila Luzita, que teve o projeto negado pelo governo federal, já que o terreno oferecido está ao lado do Pronto Atendimento do bairro.

Segundo o secretário de Saúde e de Gabinete, Nilson Bonome, as UPAs dos bairros Jardim Santo André, Vila Luzita, Centro e Sacadura Cabral estão em fase final de licitação e terão as obras iniciadas dentro de aproximadamente 20 dias. "Em fevereiro já estarão prontas", garantiu o secretário. As outras duas - no Jardim Rina e no Parque Marajoara - ainda estão no início do processo licitatório e deverão começar a ser construídas com dois meses de atraso em relação às demais.

O Jardim Santo André, bairro carente na periferia da cidade e conhecido pelos altos índices de violência, também será beneficiado com uma USF. Além desta, mais quatro serão entregues até junho do ano que vem.

Para o prefeito Aidan Ravin (PTB), a ampliação das USFs é importante para a prevenção de doenças, já que são os agentes comunitários que visitam as famílias e identificam os primeiros problemas. "As ações preventivas, além de trazerem tranquilidade, dão segurança de menos gastos no futuro", avaliou Ravin.

Entre os equipamentos reformados estão a UTI do Centro Hospitalar Municipal, que atualmente tem 20 leitos. Com a reforma e ampliação, terá capacidade para atender até 30 pessoas. Também passa por obras a Unidade de Saúde de Paranapiacaba, que deverá ser entregue em setembro. A reforma é reivindicação antiga da população do bairro, que tem de se deslocar por aproximadamente 30 quilômetros para receber atendimento médico no Centro da cidade.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;