Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 28 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Domingo é noite de ‘filé’ na avenida Firestone


Roberta Nomura
Especial para o Diário

06/02/2005 | 16:46


A noite de domingo será a mais importante do Carnaval de Santo André, o chamado filé mignon do desfile. A partir das 18h, seis escolas entram na avenida para buscar o título do Grupo 1. A Ocara Clube vem de olho no tricampeonato. As outras tentam quebrar a hegemonia da escola, que conquistou oito títulos nos últimos 15 anos. O destaque é a volta da Seci para o grupo principal, após oito anos.

A Ocara, escola mais antiga da cidade (funadada em 1º de março de 1956), apresenta os desejos – casa própria, educação, saúde e emprego – e as paixões – futebol, carnaval, samba e cerveja – dos brasileros. A grande novidade deste ano é o símbolo da agremiação, o índio, a bordo do carro abre-alas.

A vice-campeã do ano passado, Leões do Vale, que vem em busca do quinto título, traz a evolução do processo de premiação nos Jogos Olímpicos desde a época dos gladiadores, quando os atletas eram saudados como semideuses. O enredo chega aos tempos atuais, em que a simbologia dos ramos de oliveira foi substituída por medalhas. O presidente da escola, Antônio Cláudio dos Reis, adianta que os pontos fortes do desfile da Leões serão a bateria e a comissão de frente.

Em busca do quarto título, a Mocidade Independente Cidade São Jorge transformou os cinco sentidos (visão, audição, paladar, olfato e tato) em samba. A escola desfila representações como a música e o aroma das flores. O destaque da escola deve ser a última ala, que homenageia o ex-presidente da agremiação, José Carlos Lopes, assassinado momentos antes do desfile do ano passado. “Será uma grande surpresa”, conta Eliana Aparecida Braida Reis, atual presidente da São Jorge.

Mesmo já tendo conquistado oito títulos, a Mocidade Fantástica Vila Alice não obteve uma boa colocação no ano passado, quando ficou em quarto lugar. Para conquistar os jurados, a escola leva para a avenida Firestone o meio-ambiente, a reciclagem e a poluição das águas.

A Palmares promete brigar muito pelo primeiro título, com o tema inédito Trabalho, dignidade e união, que constroem uma nação. O vice-presidente da agremiação, Adílson Gonzaga, dá uma dica da cara do desfile. “Vamos fazer uma viagem nas modificações ocorridas nas formas de trabalho e também falaremos sobre desemprego”, explica. Mesmo sem fantasias luxuosas, a comissão de frente deve ser o ponto mais alto da escola.

Depois de desfilar oito vezes pelo Grupo 2, a Seci volta para a noite do desfile principal tentando o segundo título. As máscaras são o tema da escola neste ano, que foi escolhido pelo carnavalesco Fernando Negreiro, morto em setembro. O presidente da agremiação, Edvaldo Jatobá de Lima, promete uma bela homenagem ao companheiro de barracão.

Mesmo com toda a expectativa para a terceira noite carnavalesca, as escolas sofreram para conseguir terminar todos os detalhes de fantasia e carros alegóricos. A maioria das agremiações da cidade reclamam da subvenção da Prefeitura, no valor de R$ 20 mil. Todos os presidentes, nas últimas semanas, disseram contar com a ajuda de colaboradores, parentes e amigos.

Estrutura – Para conferir os mais de 20 carros alegóricos e 62 alas, a Prefeitura espera cerca de 20 mil pessoas, que serão monitoradas por 293 profissionais de segurança. Para evitar a entrada de objetos cortantes ou perfurantes e bebidas alcoólicas, todos os espectadores serão revistadas antes da entrada na área de desfile. Na avenida, 56 cabines de banheiros químicos, metade para cada sexo, estarão disponíveis.

Esquemas especiais de ônibus foram montados para os foliões chegarem à avenida. Dez linhas vão funcionar 24 horas, para garantir o retorno dos participantes. A arquibancada tem capacidade para 8 mil pessoas e será aberta a partir das 16h.


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;