Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 15 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

PM morre durante assalto


Do Diário do Grande ABC

04/04/1999 | 16:23


Dois assaltos e um tiroteio resultaram, neste domingo, na morte de um policial militar e em ferimentos em um sargento reformado, em um cabo da corporaçao e em um garoto de 2 anos, filho do PM assassinado. O caso mais grave ocorreu em Sao Gonçalo (Grande Rio), onde o sargento Joao Gomes foi morto à bala, e seu filho Roger Queiroz Gomes foi alvejado na boca e em um dos braços por ladroes que dominaram seu pai. O aposentado foi ferido em outro assalto. Em um domingo violento, um PM foi ferido na explosao de uma granada lançada por supostos traficantes em confronto com agentes do 9° Batalhao da Polícia Militar, de Rocha Miranda.

O assassinato de Gomes aconteceu na rua Dezenove de Novembro no bairro Gradim, em Sao Gonçalo (Regiao Metropolitana), de madrugada. O terceiro-sargento, lotado no 17º Batalhao da Polícia Militar, na Ilha do Governador, estava com Roger e ia para casa quando assaltantes o abordaram. Gomes, de acordo com policiais, teria reagido e foi morto.

Ferido, o garoto foi levado para o Pronto-Socorro de Sao Gonçalo e de lá transferido para o Hospital da Polícia Militar. Apesar dos ferimentos, o menino, segundo funcionários da 73ª Delegacia Policial, em Neves, está fora de perigo.

Na Pavuna, na zona norte e próxima à Baixada Fluminense, o terceiro-sargento reformado Ivanir Dias Reis foi baleado ao tentar escapar de homens que pararam com outro veículo o Chevette que dirigia, de placas LFN-9751, na rua Embaú, perto do 2.381, por volta das 5h20.

Reis mandou a filha, Carla Adriana de Oliveira Reis, de 25 anos, que o acompanhava, abaixar a cabeça, e tentou abrir caminho com o carro em que ia, mas levou tiros no queixo, peito e em um dos braços. Com a arma do pai, Carla disparou contra os desconhecidos. O policial foi internado no Hospital Carlos Chagas.

Supostos traficantes detonaram uma granada à 13h na rua Aratangi, no bairro de Coelho Netto, na zona norte, para escapar de uma guarniçao do 9º Batalhao da Polícia Militar que tentou abordá-los.

Depois de trocar tiros com os policiais, os bandidos lançaram a granada. Dois suspeitos ficaram feridos: um deles foi socorrido por bandidos do Morro do Jorge Turco, e outro, nao identificado, acabou levado por policiais para o Hospital Carlos Chagas. Foram abandonados no local dois carros roubados: o Monza KUC-5599 e o Pólo LQC-9437. O cabo Paulo Roberto foi atingido por estilhaços medicado no mesmo hospital.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

PM morre durante assalto

Do Diário do Grande ABC

04/04/1999 | 16:23


Dois assaltos e um tiroteio resultaram, neste domingo, na morte de um policial militar e em ferimentos em um sargento reformado, em um cabo da corporaçao e em um garoto de 2 anos, filho do PM assassinado. O caso mais grave ocorreu em Sao Gonçalo (Grande Rio), onde o sargento Joao Gomes foi morto à bala, e seu filho Roger Queiroz Gomes foi alvejado na boca e em um dos braços por ladroes que dominaram seu pai. O aposentado foi ferido em outro assalto. Em um domingo violento, um PM foi ferido na explosao de uma granada lançada por supostos traficantes em confronto com agentes do 9° Batalhao da Polícia Militar, de Rocha Miranda.

O assassinato de Gomes aconteceu na rua Dezenove de Novembro no bairro Gradim, em Sao Gonçalo (Regiao Metropolitana), de madrugada. O terceiro-sargento, lotado no 17º Batalhao da Polícia Militar, na Ilha do Governador, estava com Roger e ia para casa quando assaltantes o abordaram. Gomes, de acordo com policiais, teria reagido e foi morto.

Ferido, o garoto foi levado para o Pronto-Socorro de Sao Gonçalo e de lá transferido para o Hospital da Polícia Militar. Apesar dos ferimentos, o menino, segundo funcionários da 73ª Delegacia Policial, em Neves, está fora de perigo.

Na Pavuna, na zona norte e próxima à Baixada Fluminense, o terceiro-sargento reformado Ivanir Dias Reis foi baleado ao tentar escapar de homens que pararam com outro veículo o Chevette que dirigia, de placas LFN-9751, na rua Embaú, perto do 2.381, por volta das 5h20.

Reis mandou a filha, Carla Adriana de Oliveira Reis, de 25 anos, que o acompanhava, abaixar a cabeça, e tentou abrir caminho com o carro em que ia, mas levou tiros no queixo, peito e em um dos braços. Com a arma do pai, Carla disparou contra os desconhecidos. O policial foi internado no Hospital Carlos Chagas.

Supostos traficantes detonaram uma granada à 13h na rua Aratangi, no bairro de Coelho Netto, na zona norte, para escapar de uma guarniçao do 9º Batalhao da Polícia Militar que tentou abordá-los.

Depois de trocar tiros com os policiais, os bandidos lançaram a granada. Dois suspeitos ficaram feridos: um deles foi socorrido por bandidos do Morro do Jorge Turco, e outro, nao identificado, acabou levado por policiais para o Hospital Carlos Chagas. Foram abandonados no local dois carros roubados: o Monza KUC-5599 e o Pólo LQC-9437. O cabo Paulo Roberto foi atingido por estilhaços medicado no mesmo hospital.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;