Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 18 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

|

São Bernardo, não esqueça o 30 de novembro

É preciso reviver aspectos do movimento autonomista de 1944, que teve entre suas lideranças Bortolo Basso, o primeiro vice-prefeito de São Bernardo ‘do Campo’


Ademir Médici

21/11/2016 | 07:07


“O movimento foi corretíssimo. Corrigiu-se uma injustiça. Queríamos a autonomia para administrar o que era nosso. Por isso o povo se alegrou e comemorou. Era como se tivéssemos atingido a maioridade. São Bernardo pôde, então, impor seu pensamento, suas iniciativas.”
Cf. Attílio Zoboli, em entrevista gravada concedida à Memória em 1994.

Esta página Memória iniciou ontem campanha para a revitalização da data do 30 de novembro de 1944, dia em que São Bernardo reconquistou a sua emancipação, separando-se de Santo André.

O sonho é que nos próximos 30 de novembro um velho ato cívico volte a ser praticado em São Bernardo: a homenagem pública às lideranças autonomistas, todas mortas e representadas pelo líder maior, Wallace Simonsen, com busto, desde 1958, na Praça Lauro Gomes.

Quem sabe já neste 30 de novembro, uma quarta-feira, uma comitiva possa estar na praça, depositando flores junto ao busto. Quem sabe!

É preciso reviver aspectos do movimento autonomista de 1944, que teve entre suas lideranças Bortolo Basso, o primeiro vice-prefeito de São Bernardo ‘do Campo’.

Em 1959, Bortolo Basso concedeu entrevista ao jornalista Isaias Carlos. Foi fotografado por Francisco João Marotti. E a matéria, publicada em duas páginas na revista ABC Ilustrado (edição de agosto daquele ano). Título da reportagem: ‘Bortolo Basso conta a verdadeira história da emancipação de São Bernardo’.

Aconteceu no Bar Expresso
Depoimento: Bortolo Basso;
compilação: Isaias Carlos
Tudo surgiu quando eu era dono de um bar e restaurante denominado ‘Café Expresso’, na Marechal Deodoro, esquina com a Dr. Flaquer. Início de 1943. O Sr. Wallace Simonsen frequentava meu restaurante à noite e fazia questão de ser servido por mim a fim de bater papo.

Numa de nossas constantes palestras, perguntou:
– Bortolo, por que será que São Bernardo não muda de aspecto, não progride nunca?
– São Bernardo não progride porque está sob o jugo de Santo André e os políticos dali não têm mesmo interesse que progrida. O interessante seria que se desligasse.
– Muito bem. Que mais precisa para São Bernardo?
– Eu acho que é de suma importância um banco.
– Então, de qualquer maneira, abrirei um banco nesta praça.

Dias depois, por ordem do Sr. Wallace, um inspetor, Sr. Passos, esteve aqui fazendo o levantamento e comunicou-o que a praça ainda não comportaria. Quando me inteirei disso, sustentei meu ponto de vista ao Sr. Wallace e este disse que o banco viria de qualquer maneira. E, de fato, em meados de julho de 1943 foi inaugurada a agência do Banco Noroeste.

Em palestras futuras, voltamos a falar da emancipação e o Sr. Wallace disse: “Domingo virei aqui para darmos umas voltas pela cidade”.

Se assim falou, assim o fez. Veio. Saímos do Café Expresso. Subimos a Rua Dr. Flaquer. Paramos defronte o Colégio São José.
– Bortolo. Estou me interessando por São Bernardo. Tudo farei para que possa crescer e progredir. Mesmo que seja necessário eu ser o prefeito.
Nos dias que se seguiram, entusiasmado, comecei a propagar esses fatos aos meus amigos e frequentadores do bar: Dr. Gabriel Nicolau, Dr. Plínio Ghirardello, Pery Ronchetti, Francisco Miele, Domingos João Balottim, Antonio Miele, Ernesto Setti.

AMANHÃ EM MEMÓRIA
Uma reunião na Chácara Silvestre. Os são-bernardenses articulam a restauração da autonomia da cidade

O nono encontro do Bronca
Na próxima quarta-feira, dia 23, o Bronca Clube de Santo André realiza o nono reencontro seguido. A turma da velha guarda que desfilava pelo Bronca no Carnaval se reunirá a partir das 19h na Pizzaria Trípoli – Lino Jardim, 1144.
Contatos: Milton Saguia (Salim) (9-9602-7203) e Romolo Brabo (9-9727-1963).

Diário há 30 anos
Sexta-feira, 21 de novembro de 1986 – ano 29, edição 6296
Manchete – Combustíveis sobem 60% e carros, 80%
Presidente José Sarney anuncia o Plano Cruzado 2, a princípio chamado de ‘novo pacote’, que corrige o Plano Cruzado 1.
Sobem: gasolina, álcool, energia elétrica, tarifas do correio, tarifas telefônicas, táxis.
Inflação: alterações do INPC.
É extinto o BNH (Banco Nacional de Habitação); Caixa Econômica Federal assumirá ativo, passivo e funcionários do BNH.
Poupança: não haverá poupança compulsória sobre salários.
Editorial – Bancos exigem mudanças no sistema
São Bernardo – Ambientalistas responsabilizam a prefeitura e a Emplasa por desmatamento e ocupação desordenada em áreas de proteção aos mananciais. Alvo maior: a ocupação de área no km 27 da Via Anchieta, no chamado Areião.

Em 21 de novembro de
1916 – A guerra. Do noticiário do Estadão: atentado fracassado contra um navio norte-americano.
1966 – Criado o INPS (Instituto Nacional da Previdência Social), reunindo os vários Institutos, como o dos Industriários, do antigo IAPI.
1976 – Setor de Seguros Sociais do INPS, de São Caetano, passa a funcionar em novas instalações: Rua Manoel Coelho, 284.

Hoje
Dia Nacional da Homeopatia
Dia da Vida Religiosa de Clausura
Dia Nacional do Compromisso com a Criança, o Adolescente e a Educação

Santos do dia
Nossa Senhora da Escada. No Brasil existem três igrejas dedicadas à santa: no Estado de São Paulo, em Guararema e Barueri; na Bahia, em Salvador.

O título ‘Escada’ surgiu no século 16, em Lisboa. Uma imagem de Nossa Senhora da Conceição ficava em capela à margem do Rio Tejo. Para atingi-la, o visitante precisava subir 31 degraus.

Guerras e terremotos destruíram quase toda a região, e também a capela ficou em ruínas. Somente a escadaria da capela que dava acesso à santa e a imagem de Nossa Senhora da Escada ficaram intactas.
Fonte: Paróquia Nossa
Senhora da Escada e São Benedito, Diocese de Mogi das Cruzes, Guararema (São Paulo).
Alberto de Lovaina
Celso
Gelásio I

Municípios brasileiros
Celebram seus aniversários em 21 de novembro:
No Ceará, Boa Viagem.
Em Pernambuco, Cachoeirinha.
No Rio Grande do Sul, Floriano Peixoto.
Em Sergipe, General Maynard e Pedro Mole.
No Paraná, Mangueirinha.

Município paulista
Nazaré Paulista. Povoado em 1676, município em 1850, quando se separa de Atibaia. Celebra o aniversário no dia da devoção à sua padroeira. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;