Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 27 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Zé Nelson avisa que projeto do shopping será rejeitado pela Câmara de Ribeirão Pires dia 22

Não há possibilidade de proposta ser aprovada, segundo o peemedebista


Vitória Rocha
Especial para o Diário

08/11/2016 | 07:00


Presidente da Câmara de Ribeirão Pires, José Nelson de Barros (PMDB) avisou que o projeto de construção do shopping onde está situada antiga Fábrica de Sal será rejeitado nas próximas semanas. Na semana passada, prefeito Saulo Benevides (PMDB) voltou atrás em sua decisão de não levar a proposta adiante e tornou a pressionar pela votação to texto.

“(O projeto) Não passa. Vai tomar bomba. Amanhã (hoje) provavelmente será adiado, mas no dia 22 nós vamos votá-lo. Agora, inclusive, poucos vereadores são favoráveis e mesmo os que são (a favor) provavelmente irão votar contra. Negociações para construir o shopping só ano que vem e em outro terreno”, disse Zé Nelson.

Após o fim do pleito, o presidente chegou a afirmar que a proposta não entraria em votação por falta de apoio e tempo. “Eu acho complicado (votar neste ano), muito difícil, porque não tem votos suficientes para aprovar. Pelo menos cinco vereadores são contrários (à proposta) e outros estão indecisos, não teria como ser aprovada”, comentou, no início do mês passado.

O prefeito, no entanto, tenta novamente emplacar o projeto pelo líder de governo no Legislativo, Hércules Giarola (PMDB), que na semana passada se pronunciou na tribuna afirmando que a proposta precisa ser votada nas próximas semanas. Hércules alegou que o regimento interno da Casa exigia que se votasse projeto até o fim do ano, por impedimento de transferência de propostas à próxima legislatura. Apesar disso, o regimento interno não aponta necessidade de eliminar ordem do dia “travada” na Câmara até o fim deste mandato. 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;