Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 10 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Globo tenta salvar Angélica com 'Bambuluá'


Patrícia Vilani
Enviada ao Rio de Janeiro

04/10/2000 | 20:04


  A última cartada da Rede Globo para salvar a apresentadora Angélica na emissora chama-se Bambuluá, programa infantil do Núcleo Roberto Talma que estréia na segunda-feira, às 8h25. Depois de perder o Angel Mix e ficar dois meses na geladeira, a loura foi encaixada em um quadro do programa que terá, ainda, uma série de atraçoes.

Angélica será uma cantora que chega a Bambuluá para fazer um show e acaba atraída pelo local. Entre os habitantes, destacam-se os sete cavaleiros do arco-íris: Cacau, Rodrigo, Renatinha, Tatá, Gabi, Deco e Rafael, crianças dotadas de poderes especiais que têm a missao de cuidar do cristal que protege a cidade.

Como sempre, há a separaçao entre o bem e o mal. Em uma cidade vizinha, chamada Magush, os moradores sombrios tentam roubar o cristal e destruir a paz de Bambuluá. Encabeçando a turma da pesada está o ator Pedro Vasconcelos, que interpreta Bruck.

O cenário é uma atraçao à parte. Foram montadas duas cidades - Magush e Bambuluá - para a produçao do programa. Tem hotel, escola, banca de jornal, cais, correio e discoteca, além da TV Globinho. "Pela primeira vez, estou fazendo cenas fora do estúdio. Além disso, é uma história que mexe com as fantasias das crianças. Estou adorando", contou Angélica.

Além da trama central, que envolve a briga entre as duas cidades, o programa conta com os quadros Turma da Mônica, Garrafinha e Iscavoka-Iscavoka (com bonecos manipulados), TV Globinho, Irmaos em Açao (com atores mirins) e desenhos animados.

A maior novidade fica para 2001, quando estréia Blur, o primeiro longa-metragem de animaçao brasileiro, que será exibido em partes durante a programaçao de Bambuluá. Há ainda Sítio do Pica-Pau Amarelo e Capitao Sardinha, dois projetos que começam a sair da gaveta e também devem estrear no ano que vem.

A apresentadora disse nao se sentir uma coadjuvante em meio a tantas atraçoes: "Minha personagem é peça-chave da história". A posiçao foi defendida por Talma. "O programa está sendo desenvolvido desde janeiro e Angélica sempre esteve nele como protagonista", disse.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Globo tenta salvar Angélica com 'Bambuluá'

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, acesse com:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;