Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 21 de Agosto

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Chefe islamita pede a muçulmanos que ajudem chechenos


Do Diário do Grande ABC

02/11/1999 | 15:18


O "comandante" Kattab, um dos chefes de guerra islamitas na Chechênia, fez um apelo ao mundo muçulmano de ajuda imediata aos combatentes chechenos em sua "guerra santa" contra a Rússia "infiel".

"O Cáucaso faz parte do mundo muçulmano e os povos (do Cáucaso) nao têm recebido ajuda militar ou econômica da comunidade islâmica", disse Kattab, braço direito do chefe de guerra islamita Chamil Bassaiev, em entrevista divulgada nessa segunda-feira pela rede de televisao privada NTV.

Kattab acusou as forças russas de "massacrar" os civis em seus repetidos ataques contra a Chechênia. "Os mudjahedines (combatentes islamitas) no Cáucaso sao muitos, mas nos falta equipamento militar", disse.

Criticou os Estados muçulmanos, que consideram o conflito na regiao como um assunto da Rússia. "É uma guerra contra o Isla", continuou, agregando: "Estes povos exigem a independência. Querem se livrar da soberania russa e viver de acordo com os princípios muçulmanos".

A Rússia acusa Bassaiev, checheno, e Kattab, jordaniano ou saudita estabelecido na Chechênia há muitos anos, serem os instigadores dos atentados que deixaram um saldo de 293 mortos na Rússia em agosto e setembro passados. Em conseqüência desses atentados, as forças russas lançaram uma ofensiva terrestre com o apoio da força aérea, no dia primeiro de outubro, contra a república separatista.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Chefe islamita pede a muçulmanos que ajudem chechenos

Do Diário do Grande ABC

02/11/1999 | 15:18


O "comandante" Kattab, um dos chefes de guerra islamitas na Chechênia, fez um apelo ao mundo muçulmano de ajuda imediata aos combatentes chechenos em sua "guerra santa" contra a Rússia "infiel".

"O Cáucaso faz parte do mundo muçulmano e os povos (do Cáucaso) nao têm recebido ajuda militar ou econômica da comunidade islâmica", disse Kattab, braço direito do chefe de guerra islamita Chamil Bassaiev, em entrevista divulgada nessa segunda-feira pela rede de televisao privada NTV.

Kattab acusou as forças russas de "massacrar" os civis em seus repetidos ataques contra a Chechênia. "Os mudjahedines (combatentes islamitas) no Cáucaso sao muitos, mas nos falta equipamento militar", disse.

Criticou os Estados muçulmanos, que consideram o conflito na regiao como um assunto da Rússia. "É uma guerra contra o Isla", continuou, agregando: "Estes povos exigem a independência. Querem se livrar da soberania russa e viver de acordo com os princípios muçulmanos".

A Rússia acusa Bassaiev, checheno, e Kattab, jordaniano ou saudita estabelecido na Chechênia há muitos anos, serem os instigadores dos atentados que deixaram um saldo de 293 mortos na Rússia em agosto e setembro passados. Em conseqüência desses atentados, as forças russas lançaram uma ofensiva terrestre com o apoio da força aérea, no dia primeiro de outubro, contra a república separatista.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;