Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 2 de Junho

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Política

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Ministro da Educação quer espanhol como 2ª língua no Brasil


Da AFP

05/04/2003 | 14:58


O ministro da Educação, Cristovam Buarque, quer transformar o espanhol na segunda língua do Brasil. "Queremos dar um grande incentivo para tornar o espanhol a segunda língua dos estudantes (brasileiros)", disse o ministro numa entrevista à AFP, às vésperas de sua viagem para a Galícia e Madri, onde se reunirá com o presidente da Xunta, Manuel Fraga, e a ministra da Educação, Pilar del Castillo.

Buarque assegurou que espera desenterrar o projeto de lei sobre o ensino do espanhol, que ficou arquivado no Congresso na legislatura anterior, e que preconizava a obrigatoriedade do ensino da língua de Cervantes nas escolas do ensino médio no Brasil como uma matéria a mais do currículo escolar, embora optativa para os alunos.

"Queremos que o ensino do espanhol seja implantado em 2006", assegurou o ministro, que no entanto vê um problema neste projeto: a grande quantidade de professores necessários para levá-lo adiante com os escassos recursos do ministério.

O ministro assegurou que ia aproveitar a reunião com sua colega espanhola para "comentar" o projeto, embora não "vá pedir dinheiro" para concretizá-lo. "Temos que fazê-lo com nossos recursos", afirmou.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Ministro da Educação quer espanhol como 2ª língua no Brasil

Da AFP

05/04/2003 | 14:58


O ministro da Educação, Cristovam Buarque, quer transformar o espanhol na segunda língua do Brasil. "Queremos dar um grande incentivo para tornar o espanhol a segunda língua dos estudantes (brasileiros)", disse o ministro numa entrevista à AFP, às vésperas de sua viagem para a Galícia e Madri, onde se reunirá com o presidente da Xunta, Manuel Fraga, e a ministra da Educação, Pilar del Castillo.

Buarque assegurou que espera desenterrar o projeto de lei sobre o ensino do espanhol, que ficou arquivado no Congresso na legislatura anterior, e que preconizava a obrigatoriedade do ensino da língua de Cervantes nas escolas do ensino médio no Brasil como uma matéria a mais do currículo escolar, embora optativa para os alunos.

"Queremos que o ensino do espanhol seja implantado em 2006", assegurou o ministro, que no entanto vê um problema neste projeto: a grande quantidade de professores necessários para levá-lo adiante com os escassos recursos do ministério.

O ministro assegurou que ia aproveitar a reunião com sua colega espanhola para "comentar" o projeto, embora não "vá pedir dinheiro" para concretizá-lo. "Temos que fazê-lo com nossos recursos", afirmou.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;