Fechar
Publicidade

Sábado, 18 de Setembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

dmais@dgabc.com.br | 4435-8396

A aventura vai terminar

Divulgação  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Caroline Ribeiro
Diário do Grande ABC

09/10/2016 | 07:00


 A Cartoon Network anunciou que, com a estreia da oitava temporada, chega ao fim a animação Regular Show – um dos carros-chefes da casa. O desenho conta as histórias vividas por dois amigos, Mordecai, um pássaro azul, e Rigby, um guaxinim, ambos empregados como jardineiros no parque municipal.

As tentativas de fugir do trabalho e se divertirem os levam para aventuras surreais, extremamente malucas e muitas vezes sobrenaturais.

Esse não é o único desenho do canal pago que chega ao fim. Outra querida série animada, Hora de Aventura será encerrada em 2018, após oito anos de produção e mais de 70 horas de animação. O desenho narra o dia a dia de Finn, um garoto humano aventureiro, e o seu melhor amigo Jake, cão com poderes, que vivem na mágica e pós-apocalíptica Terra de Ooo.

Ambos os desenhos foram lançados em 2010 e, desde então, têm arrebatado não só a atenção do público infantil, mas, também, os jovens e adultos. Adventure Time, em seu título original, ou Hora de Aventura, como ficou conhecido no Brasil, destaca-se das demais animações por ter conquistado diversos prêmios, como o Annie Awards – uma das mais importantes premiações da indústria de animação, além de vários Emmy’s na categoria.

“Hora de Aventura mudou a definição do que um programa para crianças poderia ser, e teve um impacto estremecedor sobre a cultura popular em todo o mundo”, disse o chefe de conteúdo da emissora, Rob Sorcher, em comunicado oficial. E para Camila Nogueira, 18 anos, de Mauá, Sorcher não está errado. “Há tempos as produções animadas têm ganhado o público adulto, pois, mesmo com ambientação infantil, a linguagem leve e a narrativa simples, muitas vezes tratam de assuntos que jovens e adultos vivem diariamente. Uma criança vai gostar porque é engraçado e colorido. Mas eu gosto por realmente me identificar com os personagens” comenta a jovem. “Não é como Simpsons ou South Park, que são direcionados ao público adulto. Não são desenhos pesados, mas trazem uma reflexão bem mais profunda se você prestar atenção.”

Para o andreense Lucas Augusto da Silva, 19 anos, amante de animações, os desenhos animados nunca foram tão importantes e inteligentes como hoje, pois não tratam os assuntos de forma óbvia e trazem naturalidade para questões que muitos adultos consideram inapropriadas para as crianças. “Meus desenhos favoritos no momento são Hora de Aventura e Steven Universo, justamente pela narrativa e pelo modo como eles lidam com assuntos ‘sérios’ de maneira que as crianças possam entender, e os adultos possam se identificar. Na minha opinião, nós estamos na melhor era de desenhos animados. Parece que os produtores perderam o medo de falar sobre assuntos que são considerados ‘inapropriados’ e os desenhos atualmente lidam com assuntos como preconceito, e debatem questão de gêneros, por exemplo, com a mesma naturalidade que antes se falava sobre a amizade. Para mim, algumas animações atuais fazem um trabalho melhor em questão de roteiro e representação que muitas produções de Hollywood.”

Mas os fãs das duas animações que estão na reta final podem ficar tranquilos. Mesmo que Regular Show encerre este ano, temos mais 18 meses para nos despedir de Finn e Jake. Antes do lançamento da nona e última temporada, a série animada ganhará novos episódios e alguns especiais, assim, os fãs poderão se preparar para a despedida.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;