Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 29 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Rede pública terá turno integral até 2010, garante Buarque



19/11/2003 | 00:40


O ministro da Educação, Cristovam Buarque, garantiu nesta terça-feira que até 2010 as escolas públicas do ensino fundamental terão turno integral. Já os alunos do ensino médio deverão freqüentar escola, durante todo o dia, a partir de 2015, se a meta do atual governo for executada. Para Cristovam, o Projeto Segundo Tempo desenvolvido em parceria com o Ministério dos Esportes já é um "piloto" para o turno integral.

"Não é completa a escola que oferece quatro horas de aula por dia", criticou o ministro, durante cerimônia de assinatura de convênio com o ministro dos Esportes, Agnelo Queiroz. Para Cristovam, as escolas devem oferecer cultura e complementação de estudos aos alunos, além de atividades esportivas.

O ministro, tido como um dos maiores chorões por recursos da Esplanada, aposta que a escola integral é um "projeto que vai dar para fazer sim", mesmo sem verbas extraordinárias, utilizando criatividade e os recursos disponíveis. Um exemplo, disse, é a união dos recursos dos ministérios da Educação e do Esporte para desenvolver o programa Segundo Tempo.

O projeto Segundo Tempo já funciona em 543 escolas públicas urbanas em áreas de risco social. Segundo o ministro, 146 mil alunos já permanecem na escola, além do horário regulamentar, pelo período da tarde em que recebem reforço alimentar e treinamento esportivo. "Esporte e dança tornam as aulas mais agradáveis", afirma Cristovam, certo de que o aprendizado irá melhorar nestas escolas públicas e também acarretará uma redução na criminalidade. O ministro enfatiza que até os adultos, quando praticam esportes, desempenham melhor a atividade intelectual.

O ministro Agnelo reconheceu que sem a participação do MEC e a estrutura das escolas não seria "de jeito nenhum" possível ampliar o projeto Segundo Tempo. "Ele só tem viabilidade com recursos dos dois ministérios", disse Agnelo, informando que o Ministério do Esporte investirá ainda neste ano R$ 11 milhões no programa e para o próximo ano projeta-se cerca de R$ 40 milhões. Ele observa que os ministérios de Segurança Alimentar e o da Justiça também participam do projeto dando, respectivamente, merenda e material esportivo aos alunos.

O MEC e os Esportes estão ampliando a parceria do projeto Segundo Tempo, levando o jogo de xadrez para as escolas. Segundo o ministro Agnelo, o ensino do xadrez já foi implantado em Pernambuco e, agora, será levado ao Piauí, Acre, Minas Gerais Mato Grosso do Sul e Paraná.

"Já treinamos os instrutores, já adquirimos os primeiros materiais - tabuleiro, peças - , não temos dúvida do sucesso deste piloto, que vamos implantar em todos Estados do Brasil." Agnelo garante que o programa é muito barato tem a colaboração das federações. "Tenho certeza de que isso vai ajudar muito a tornar a escola mais atrativa, melhorar o desempenho nas outras matérias, mas, sobretudo, vamos ter muitos campeões (em xadrez) daqui um tempo."

Uniforme - O "Diário Oficial" publica nesta quarta-feira edital de licitação para contratar empresas que fabricarão os 500 mil kits de uniformes para alunos da 1ª a 8ª série. Cada aluno receberá camiseta, bermuda ou saia, meias, calçados, mochilas para ir às escolas, além de camiseta regata, calção ou bermuda bailarina para usar nas aulas de educação física. O ministro considera o uniforme fundamental para igualar os alunos e fazer com que eles se identifiquem pelo menos nas roupas.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;