Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 3 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Virgílio reforça críticas a Lula e volta a defender governabilidade


Do Diário OnLine
Com Agências

15/07/2005 | 13:24


Após chamar o presidente Lula de "idiota" ou "corrupto" no dia anterior, o líder tucano no Senado, senador Arthur Virgílio (AM), disse, nesta sexta-feira, que está disposto a tentar manter a governabilidade e que pretende manter o diálogo com a base aliada ao governo. No entanto, o senador reforçou o discurso do dia anterior em entrevista à Rádio Bandeirantes e disse que foi "generoso" ao tratar Lula daquela maneira.

"Eu me senti generoso, porque se eu tivesse dito que ele é corrupto, eu teria que, no momento seguinte, pedir o impeachment dele e eu não quero fazer isso", afirmou Virgílio, acrescentando que se o presidente souber do esquema de corrupção no governo realmente é um "corrupto". Ao contrário do dia anterior, o senador deixou implícito o que Lula é, na opinião dele, se não souber do esquema. "Se não souber é o quê?", questionou o tucano.

A 'raiva' do parlamentar amazonense ao afirmar que o Brasil estava sendo governado no mínimo por um idiota tinha um motivo aparente. Durante sessão da CPMI (Comissão Parlamentar Mista da Inquérito) dos Correios, na última quarta, o deputado Henrique Fontana (PT-RS) perguntou ao empresário Luiz Otávio Gonçalves se a empresa Skymaster havia colaborado com sua campanha.

"A pergunta é uma provocação que coloca em dúvida minha honra", afirmou de maneira incisiva Arthur Virgílio. Logo em seguida, ele revelou que realmente a Skymaster contribuiu, como pessoa jurídica, com R$ 50 mil, algo que ele classificou como "totalmente legal pela atual legislação". "Eu não sou Delúbio, nem Sílvio Pereira nem José Dirceu. Não faço parte desse governo corrupto. O governo não pode tentar se defender acusando pessoas."



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;