Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 2 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Oito são detidos por contrabando em S.Caetano


Luciano Cavenagui
Do Diário do Grande ABC

31/01/2006 | 08:36


Oito pessoas foram presas em flagrante domingo à noite no bairro Fundação, em São Caetano, acusadas de contrabando. Segundo a Guarda Municipal da cidade, responsável pela prisão, os acusados foram detidos descarregando carga avaliada em R$ 200 mil que estava dentro de um ônibus vindo do Paraguai.

Parte do material foi apreendida pela corporação. Continha 9 mil CDs virgens, centenas de brinquedos, componentes para computador, aparelhos de DVDs, circuladores de ar, liquidificadores e artigos para pesca, entre outros materiais. De acordo com a polícia, a carga, sem nota fiscal, seria distribuída para ambulantes e comerciantes não só da região, mas também de São Paulo.

A prisão ocorreu às 19h, na rua Pedro Alexandrino. A carga estava sendo distribuída na rua mesmo, do ônibus para aproximadamente 12 pessoas com carros estacionados, entre eles um Renault Clio, dois Daewoos, um Santana Quantum, um Corsa e dois Gols.

A Guarda Municipal descobriu a ação durante patrulhamento de rotina. Quando uma viatura da corporação passou pela rua, algumas pessoas entraram correndo para dentro de veículos e conseguiram fugir.

Para evitar fuga maior, guardas municipais fecharam a rua nos dois sentidos e conseguiram deter o motorista do ônibus, Edson Batista da Silva, 39 anos, e outras sete pessoas: a comerciante Cláudia Bertol, 28 anos, o metalúrgico Aldenor Machado, 46, o vendedor Luiz Carlos Lucas Linhares, 44, o comerciante Sandoval José de Sousa Matos, 40, Aracele Enriques Peros, 26, o motorista Elson Adão Bertol, 34, e seu irmão, o gerente comercial Sidnei Antônio Bertol, 29.

As pessoas que conseguiram fugir saíram com os carros em alta velocidade nos sentidos da avenida dos Estados e da rua Maximiliano Lorenzini. A Guarda Municipal realizou buscas pela vizinhança, mas não conseguiu deter mais ninguém.

Segundo a polícia, o motorista do ônibus teria confessado que costuma trazer mercadorias do Paraguai pelo menos duas vezes por mês e utilizava a rua Pedro Alexandrino para divisão da carga. A distribuição da mercadoria no meio da rua geraria menos suspeitas da vizinhança do que usar um galpão, por exemplo.

Os oito detidos foram conduzidos até o 1º DP de São Caetano e presos em flagrante por contrabando. “As mercadorias não estavam com notas fiscais e há todos os indícios de que essas pessoas participaram do delito”, afirmou o delegado responsável pela prisão, Paulo Roberto Ferraz.

Cigarros – Na última quinta-feira, na rua Tapuias, na Vila Conceição, em Diadema, a polícia apreendeu um ônibus contendo 350 caixas de cigarros de procedência não definida. Há suspeitas de que a mercadoria seja contrabandeada. A ocorrência também foi marcada por uma briga envolvendo profissionais da imprensa e pessoas que descarregavam a carga.

A apreensão ocorreu após a Polícia Militar receber denúncia anônima. Quando os policiais chegaram ao local, viram cerca de dez pessoas transportando o material para uma residência.

O motorista do ônibus, José Aparecido Bezerra, 48 anos, e seus ajudantes, que eram amigos e parentes, foram levados até o 3º DP de Diadema. Bezerra afirmou à Polícia Civil que trouxe a carga da fronteira com o Paraguai e que os cigarros eram de diversos passageiros que compraram a carga lá. O material passaria por perícia para determinar se era contrabandeado ou não. Na ocasião, ninguém foi preso.

Em frente à delegacia, um cinegrafista da TV Bandeirantes e um fotógrafo da Agência Estado disseram que foram agredidos por amigos e parentes do motorista enquanto captavam imagens da carga apreendida.

O fotógrafo também disse que teve um celular furtado na confusão. O delegado de plantão interpretou que houve uma briga generalizada e registrou a ocorrência como rixa.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;