Fechar
Publicidade

Domingo, 5 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

'Viúva Negra' está presa acusada de matar dois maridos



11/01/2006 | 08:31


Aparecida Ferreira Rodrigues, 35 anos, está sendo chamada de “Viúva Negra” em Franca, a 398 quilômetros de São Paulo. Há 11 anos, foi condenada a sete de prisão por ter mandado matar o marido. Agora voltou para trás das grades. Confessou ter assassinado o segundo marido, a machadadas.

Carlúcio Dias de Almeida, 47, não era casado com Aparecida no papel. Mas tinham um filho de 5 anos. Na antevéspera do Ano-Novo, depois de mais uma briga com a mulher, Carlúcio foi para o sítio de um irmão. Na manhã seguinte, a véspera, voltou. O machado já estava sob a cama da enteada.

Todos na casa, Aparecida, seu filho de 11 anos, a filha de 17 e o namorado dela, Rodrigo Elias, sabiam o que iria acontecer. Estes detalhes são contados pelo agente policial Sandro Rocha, da Delegacia de Investigações Gerais de Franca. Ele participou das investigações e acompanhou a confissão de Aparecida.

Ela disse que, no dia 30, a antevéspera, o machado foi trazido da casa de Rodrigo, um sapateiro. E escondido, como se viu, sob a cama da namorada dele.

Mas Carlúcio não dormiu em casa e só voltou às 11h30 do sábado. Não discutiram; parecia tudo em paz. Às 23h30, Aparecida entrou no quarto, com o machado. Acendeu a luz. “Ela deu uma primeira machadada certeira, na cabeça. Em seguida outras, inclusive no peito.” “A Aparecida e o Rodrigo puseram o corpo em uma carriola e levaram para um barranco, a 150 metros da casa.”

Confrontada com as informações colhidas, Aparecida confessou. Acusou o marido de ter tentado abusar sexualmente da filha dela, quando a moça tinha 11 anos.

 


Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;