Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 27 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

economia@dgabc.com.br | 4435-8057

Honda perde mercado, Sundown ganha


Marcelo de Paula
Do Diário do Grande ABC

10/03/2008 | 07:00


Parecia impossível, mas aos poucos a participação da Honda no mercado de motocicletas vem diminuindo. E quem imaginava que a Yamaha seria a concorrente capaz de colocar em prática tal façanha parece ter se enganado, já que a brasileira Sundown é a empresa que mais vem ampliando a fatia no bolo do mercado nacional.

Para efeito de comparação, a Honda chegou a representar 88,6% do mercado de motocicletas brasileiro em 2000. Naquele ano, a Yamaha, segunda no ranking, detinha apenas 8,9%.

Em 2002, quando as vendas da Sundown começaram a ser contabilizadas pela Abraciclo, entidade que representa as montadoras, a Honda detinha 86,1%, a Yamaha 12,5% e a fabricante brasileira míseros 0,4%.

No final de 2007 a líder havia caído para 79,8%, a vice subido para 14,2%, resultado muito próximo do obtido em 2005 e 2006, e a Sundown já havia pulado para 5,5% de participação.

É claro que não se pode fazer confusão. A perda de participação não significa redução das vendas. Pelo contrário, a Honda produz e vende cada vez mais. Então qual a surpresa? É que o mercado de motos, assim como já ocorreu no de carros, está mudando e curiosamente, uma empresa nacional parece estar se firmando dentro dele e ganhando força.

Na visão do diretor executivo da Abraciclo, entidade que reúne as fabricantes nacionais de motocicletas, Moacyr Alberto Paes, o mercado nacional passa por um momento de ajuste.

“O Brasil é o único caso onde o mercado de motos apresenta disparidade tão grande entre o primeiro e o segundo colocados. Mas vale lembrar que já foi assim também no setor automotivo”, comentou.

“Na minha opinião a Sundown está roubando mercado não só da Honda, mas também da Yamaha. Uma perdeu participação, mas a outra não cresce como poderia”, afirma.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;