Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 20 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

economia@dgabc.com.br | 4435-8057

Produção industrial sobe em 12 regiões em março

Marina Brandão/Especial para o Diário  Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


08/05/2010 | 07:09


 

A produção industrial aumentou em 12 regiões dentro de grupo de 14 pesquisadas pelo IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística) em março, em relação ao mês anterior. Considerando a comparação entre igual período do ano passado, todos locais investigados apresentaram avanço.

Os dados divulgados ontem pelo instituto também mostram crescimento na indústria Estado de São Paulo, porém esta região ficou abaixo do nível médio nacional.

Quem figurou no topo da lista dos melhores desempenhos foram as regiões do Espírito Santo e Amazonas.

O economista da coordenação de indústria do IBGE, André Macedo, disse que os dados regionais refletem maior desenvolvimento no setor no período. "Confirmam um processo de aceleração do processo de recuperação da indústria em março, com perfil generalizado".

BOM DESEMPENHO
Macedo argumentou que o número de locais em crescimento ante o mês anterior aumentou em relação a fevereiro, quando houve alta em sete locais e "há um predomínio bem claro de resultados positivos" ante igual mês do ano passado.

Segundo ele, a indústria do Amazonas, que elevou a produção em 10,1% ante fevereiro e 39,9% ante março de 2009, está sob impacto positivo de segmentos como bebidas, televisores, aparelhos de micro-ondas e motocicletas.

Já a indústria capixaba, cuja expansão foi respectivamente de 2,2% e 45%, está sendo impulsionada pela metalurgia, alimentos e, sobretudo, pela produção de celulose.

SÃO PAULO
Em São Paulo, a produção cresceu 0,6% em março ante fevereiro, abaixo da média nacional no período, que foi de 2,8%.

Segundo Macedo, a expansão menor do que a média pode estar relacionada a uma acomodação após um forte crescimento registrado em fevereiro ante janeiro, quando a variação positiva foi de 2,2%. "A indústria paulista prossegue em trajetória ascendente, em processo acelerado de recuperação", afirmou.

Na comparação com março do ano passado, a produção em São Paulo aumentou 18,4%, também um pouco abaixo da média do País (19,7%). Nesse confronto, 16 das 20 atividades pesquisadas na região mostraram crescimento, com destaque para veículos automotores, com acréscimo de 36,9%, e máquinas e equipamentos, superando em 45,9%.

TRIMESTRE
Macedo destacou a aceleração no crescimento trimestral da indústria local, que cresceu 18,1% no primeiro trimestre deste ano ante igual período do ano passado, após expansão de 4,3% no terceiro trimestre do ano passado. No entanto, o resultado em 12 meses prossegue negativo (-1,4%).

 



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;