Fechar
Publicidade

Sábado, 4 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

economia@dgabc.com.br | 4435-8057

Veja a íntegra da nota do BC sobre o câmbio unificado


Do Diário do Grande ABC

25/01/1999 | 15:56


Esta é a íntegra da nota do Banco Central divulgada nesta segunda-feira anunciando a unificaçao do dólar comercial e flutuante:
A resoluçao número 1552 de 22 de dezembro de 1988, que criou o mercado de câmbio e taxas flutuantes, determina que as operaçoes cursadas nesses segmentos devem ser registradas em posiçao própria, separada daquelas processadas no atual mercado de câmbio de taxas livres.

Como se sabe, a partir do dia 18 de janeiro do corrente ano, o Banco Central do Brasil deixou que o mercado interbancário passasse a definir a taxa de câmbio a ser praticada entre as diversas instituiçoes credenciadas e autorizadas a operar em câmbio nos dois segmentos. Com o objetivo de adequar as regras e procedimentos operacionais atualmente existentes à nova política cambial, o Conselho Monetário Nacional decidiu, por intermédio da resoluçao ... (a nota nao informa o número da resoluçao), desta data, unificar as posiçoes de câmbio relativas aos dois segmentos, a partir do dia primeiro de fevereiro do corrente ano.

Com essa medida, ficam mantidas todas as regras hoje existentes para compra e venda de moeda estrangeira e transferências internacionais em reais previstas no regulamento de taxas flutuantes, dando assim o primeiro passo no sentido de criar as condiçoes estruturais compatíveis com uma maior liberalizaçao cambial. Nesse contexto, a diretoria do Banco Central decidiu, também elevar 50% os atuais limites de posiçoes vendidas dos bancos, nos dois segmentos, para vigência imediata. A partir da unificaçao, o limite será representado pela soma dos valores definidos nesta data.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;