Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 20 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Imposto para filme pornô na França pode chegar a 93%


Do Diário OnLine

11/10/2002 | 11:22


O governo francês pode aumentar em até 93% os impostos sobre os filmes de sexo explícito. O objetivo da proposta dos deputados de centro-direita seria combater a pornografia.

Os parlamentares tinham ainda a idéia de proibir a exibição de filmes desse tipo na TV.

Em entrevista ao jornal "Le Figaro" , o deputado Charles de Courson disse que a medida servirá para tornar o setor financeiramente desvantajoso.

A comissão de finanças do Parlamento já deu o seu aval à iniciativa. A medida deve entrar em vigor em 1º de janeiro do próximo ano, já que a proposta deve fazer com facilidade pelo atual governo, também de centro-direita.

Além da possível taxa, os filmes pagam um imposto normalmente de 33% sobre os lucros. As duas taxas juntas deixariam com que os produtores ficassem com 7% de lucro.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Imposto para filme pornô na França pode chegar a 93%

Do Diário OnLine

11/10/2002 | 11:22


O governo francês pode aumentar em até 93% os impostos sobre os filmes de sexo explícito. O objetivo da proposta dos deputados de centro-direita seria combater a pornografia.

Os parlamentares tinham ainda a idéia de proibir a exibição de filmes desse tipo na TV.

Em entrevista ao jornal "Le Figaro" , o deputado Charles de Courson disse que a medida servirá para tornar o setor financeiramente desvantajoso.

A comissão de finanças do Parlamento já deu o seu aval à iniciativa. A medida deve entrar em vigor em 1º de janeiro do próximo ano, já que a proposta deve fazer com facilidade pelo atual governo, também de centro-direita.

Além da possível taxa, os filmes pagam um imposto normalmente de 33% sobre os lucros. As duas taxas juntas deixariam com que os produtores ficassem com 7% de lucro.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;