Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 30 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

economia@dgabc.com.br | 4435-8057

Taxa de desemprego recua para 9,6% em dezembro


Do Diário OnLine

25/01/2005 | 10:07


A taxa de desemprego em dezembro registrou queda de 1 ponto percentual em relação a novembro, ficando em 9,6% da PEA (População Economicamente Ativa), o correspondente a 2,1 milhões de brasileiros desocupados. Já na comparação com dezembro de 2003, a retração foi de 1,3 ponto percentual, segundo a Pesquisa Mensal de Emprego do IBGE (Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística). É a menor taxa da nova séria histórica, iniciada em outubro de 2001, e a primeira vez desde então que o índice fica em um dígito.

Seis regiões foram consideradas no levantamento — São Paulo, Rio de Janeiro, Recife, Salvador, Belo Horizonte e Porto Alegre. Em relação a novembro, houve queda significativa em São Paulo (de 11,2% para 9,8% da PEA); no Rio de Janeiro (de 9,4% para 8,5%); e em Porto Alegre (de 7,8% para 6,6%).

Entre os desocupados, as mulheres continuavam sendo maioria em dezembro: representavam 56,9% do total — o maior percentual observado na nova série histórica.

A pesquisa revelou ainda que, no mês passado, 20,9% dos desempregados estavam em busca do primeiro trabalho. Quanto ao nível de escolaridade, 43,8% deles tinham pelo menos o ensino médio, taxa que vem crescendo gradativamente ao longo dos últimos anos (em dezembro de 2002, esse índice era de 38,7%, e em dezembro de 2003, de 40,7%).

Rendimento também cai – Em dezembro, o rendimento médio mensal do trabalhador foi estimado em R$ 894,40, uma queda de 1,8% ante novembro. Cinco das seis regiões metropolitanas pesquisadas apresentaram retração: Recife (-2,6%), Belo Horizonte (-2,3%), Rio de Janeiro (-1,4%), São Paulo (2,0%) e Porto Alegre (-2,7%). Apenas Salvador registrou uma ligeira variação positiva de 0,3%.

Na comparação com dezembro de 2003, porém, houve recuperação de 1,9% no poder de compra dos trabalhadores. Recife (4,6%), Belo Horizonte (1,0%), Rio de Janeiro (3,8%) e São Paulo (2,4%) apresentaram alta, enquanto Salvador (-3,6%) e Porto Alegre (-0,8%), apresentaram perda no rendimento médio.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;