Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 20 de Fevereiro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

'My Fair Lady' ganha nova montagem

Divulgação: Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Musical comemora 60 anos e tem como
barítono Paulo Szot, criado em Ribeirão


Vanessa Soares Oliveira

27/08/2016 | 07:00


 Em 1956, chegava à Broadway musical inspirado na peça Pigmalião, de George Bernard Shaw (1856 – 1950), que fala com tom crítico e bem-humorado sobre a relação entre homens e mulheres. E para comemorar seis décadas de existência, estreia hoje, no Teatro Santander, em São Paulo, My Fair Lady, que ganha nova montagem assinada pelo diretor Jorge Takla. O musical fica em cartaz até 6 de novembro, com apresentações de quinta a domingo. “Não gosto de remontar, principalmente musicais, mas My Fair Lady, antes de ser musical, é teatro”, declara Takla.

Faz parte do elenco, entre outros, Paulo Szot, barítono brasileiro, criado em Ribeirão Pires, e premiado ator de musicais, que dá vida ao professor Henry Higgins, protagonista da história. “É sempre maravilhoso estar de volta aos palcos brasileiros e, principalmente, em São Paulo, onde comecei como cantor de ópera. Estou muito ansioso e pronto para a estreia”, declara ao Diário.

O artista iniciou a carreira musical em Ribeirão Pires, quando aprendeu a tocar piano. Szot recebeu o convite para o papel no ano passado, mas o ator garante que o desejo de fazer tal trabalho no Brasil e com Takla já era antigo. “O título não poderia ter sido melhor e o convite não poderia ter vindo em melhor hora. Fiquei feliz que deu certo”, declara.

Além disso,My Fair Lady marca a estreia da atriz Daniele Nastri nos palcos paulistas. Para garantir o papel de Eliza Doolittle, também protagonista da trama, a goiana teve que superar outras 600 candidatas nas fases de audições. Mais 28 atores, além de 14 músicos – que fazem parte da orquestra ao vivo – completam o elenco.

Na trama, Mr.Henry Heggins é um professor que aceita o desafio de transformar a pobre jovem Eliza Doolittle, uma vendedora de rua sem nenhuma classe, em uma dama refinada da alta sociedade. Os ingressos custam de R$ 50 a R$ 260 e estão à venda nos sites www.ingressorapido.com.br, www.entretix.com.br, na bilheteria do teatro ou pelo telefone: 4003-1022.

>Musical – Teatro Santander – Complexo do Shopping JK Iguatemi. Na Avenida Juscelino Kubistschek, 2.041. Às quintas e sextas, às 21h; aos sábados, às 17h e às 21h; e aos domingo, às 16h e às 20h.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

'My Fair Lady' ganha nova montagem

Musical comemora 60 anos e tem como
barítono Paulo Szot, criado em Ribeirão

Vanessa Soares Oliveira

27/08/2016 | 07:00


 Em 1956, chegava à Broadway musical inspirado na peça Pigmalião, de George Bernard Shaw (1856 – 1950), que fala com tom crítico e bem-humorado sobre a relação entre homens e mulheres. E para comemorar seis décadas de existência, estreia hoje, no Teatro Santander, em São Paulo, My Fair Lady, que ganha nova montagem assinada pelo diretor Jorge Takla. O musical fica em cartaz até 6 de novembro, com apresentações de quinta a domingo. “Não gosto de remontar, principalmente musicais, mas My Fair Lady, antes de ser musical, é teatro”, declara Takla.

Faz parte do elenco, entre outros, Paulo Szot, barítono brasileiro, criado em Ribeirão Pires, e premiado ator de musicais, que dá vida ao professor Henry Higgins, protagonista da história. “É sempre maravilhoso estar de volta aos palcos brasileiros e, principalmente, em São Paulo, onde comecei como cantor de ópera. Estou muito ansioso e pronto para a estreia”, declara ao Diário.

O artista iniciou a carreira musical em Ribeirão Pires, quando aprendeu a tocar piano. Szot recebeu o convite para o papel no ano passado, mas o ator garante que o desejo de fazer tal trabalho no Brasil e com Takla já era antigo. “O título não poderia ter sido melhor e o convite não poderia ter vindo em melhor hora. Fiquei feliz que deu certo”, declara.

Além disso,My Fair Lady marca a estreia da atriz Daniele Nastri nos palcos paulistas. Para garantir o papel de Eliza Doolittle, também protagonista da trama, a goiana teve que superar outras 600 candidatas nas fases de audições. Mais 28 atores, além de 14 músicos – que fazem parte da orquestra ao vivo – completam o elenco.

Na trama, Mr.Henry Heggins é um professor que aceita o desafio de transformar a pobre jovem Eliza Doolittle, uma vendedora de rua sem nenhuma classe, em uma dama refinada da alta sociedade. Os ingressos custam de R$ 50 a R$ 260 e estão à venda nos sites www.ingressorapido.com.br, www.entretix.com.br, na bilheteria do teatro ou pelo telefone: 4003-1022.

>Musical – Teatro Santander – Complexo do Shopping JK Iguatemi. Na Avenida Juscelino Kubistschek, 2.041. Às quintas e sextas, às 21h; aos sábados, às 17h e às 21h; e aos domingo, às 16h e às 20h.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;