Fechar
Publicidade

Sábado, 7 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

OAB realiza Exame da Ordem neste domingo


Michele Loureiro
Especial para o Diário

15/04/2007 | 07:07


Neste domingo acontece a primeira fase do Exame da Ordem, realizado pela OAB (Ordem dos Advogados do Brasil). Ao todo 20.160 bacharéis em direito se inscreveram em todo o País.

Nesta fase, a prova objetiva é composta por 100 questões de múltipla escolha, e para ser classificado para a segunda fase do exame (agendada para 20 de maio), o candidato deve acertar no mínimo 50% das questões.

Como ocorre tradicionalmente, a Capital paulista tem o maior número de candidatos: 7.237, mas logo na seqüência vêm São Bernardo, com 1.207 inscritos.

De acordo com a última pesquisa do IBGE sobre Educação (realizada em 2000), o Brasil ainda é o País dos bacharéis. Dos 5,9 milhões de brasileiros com curso superior, 689,6 mil (11,6%) são advogados. Na seqüência vem Administração, com 636,5mil (10,7%).

Nos últimos 10 anos o número de advogados aumentou cerca de 50%, mas a OAB não vê motivos de comemoração para isso, em virtude do boom das faculdades de Direito, um fenômeno que nem sempre representa garantia de qualidade de ensino. Segundo a Ordem, a média de reprovação no exame para os recém-formados chega a 70%.

Diante desse número desanimador os futuros advogados se deparam com a dificuldade de passar no Exame da Ordem para finalmente exercer a profissão de fato.

Para tentar driblar a insegurança e aumentar as chances de consolidar a profissão, muitos bacharéis optam por cursinhos auxiliares. Esse é o caso de Janaina Ballaris, 30, que há dois anos tenta passar no Exame da Ordem em vão. “Dessa vez eu tenho certeza que vou passar. Estou sentindo isso. Estou mais segura com o cursinho”, conta.

Normalmente, as pessoas buscam os cursinhos depois de já terem sido reprovadas alguma vez e depositam todas as esperanças para buscar a aprovação. “Quando as aulas começam os alunos são pura ansiedade”, diz Alexandre Daoun, advogado criminal e mestre em processos jurídicos, que dá aulas no Exord, um cursinho em São Bernardo que foca especialmente concursos públicos e Exame da Ordem. Para driblar a ansiedade só mesmo muito estudo, já que a prova é longa e exige conhecimentos específicos. “As aulas no cursinho são diferentes da faculdade. Aqui é uma mistura de objetividade com profundidade”, diz Alexandre. Mas é importante lembrar que deve haver compromisso com os estudos. “Só o cursinho não basta. Se cada um não fizer sua parte, não tem jeito”, alerta.

Dolores Zacharias, 44, garante que o cursinho ajudou tanto na parte teórica quanto psicológica para a realização da prova. “Fui mais segura fazer a prova e passei, tenho consciência que o cursinho foi de grande valia”, relata.

(Supervisão de Fernando Bortolin)



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

OAB realiza Exame da Ordem neste domingo

Michele Loureiro
Especial para o Diário

15/04/2007 | 07:07


Neste domingo acontece a primeira fase do Exame da Ordem, realizado pela OAB (Ordem dos Advogados do Brasil). Ao todo 20.160 bacharéis em direito se inscreveram em todo o País.

Nesta fase, a prova objetiva é composta por 100 questões de múltipla escolha, e para ser classificado para a segunda fase do exame (agendada para 20 de maio), o candidato deve acertar no mínimo 50% das questões.

Como ocorre tradicionalmente, a Capital paulista tem o maior número de candidatos: 7.237, mas logo na seqüência vêm São Bernardo, com 1.207 inscritos.

De acordo com a última pesquisa do IBGE sobre Educação (realizada em 2000), o Brasil ainda é o País dos bacharéis. Dos 5,9 milhões de brasileiros com curso superior, 689,6 mil (11,6%) são advogados. Na seqüência vem Administração, com 636,5mil (10,7%).

Nos últimos 10 anos o número de advogados aumentou cerca de 50%, mas a OAB não vê motivos de comemoração para isso, em virtude do boom das faculdades de Direito, um fenômeno que nem sempre representa garantia de qualidade de ensino. Segundo a Ordem, a média de reprovação no exame para os recém-formados chega a 70%.

Diante desse número desanimador os futuros advogados se deparam com a dificuldade de passar no Exame da Ordem para finalmente exercer a profissão de fato.

Para tentar driblar a insegurança e aumentar as chances de consolidar a profissão, muitos bacharéis optam por cursinhos auxiliares. Esse é o caso de Janaina Ballaris, 30, que há dois anos tenta passar no Exame da Ordem em vão. “Dessa vez eu tenho certeza que vou passar. Estou sentindo isso. Estou mais segura com o cursinho”, conta.

Normalmente, as pessoas buscam os cursinhos depois de já terem sido reprovadas alguma vez e depositam todas as esperanças para buscar a aprovação. “Quando as aulas começam os alunos são pura ansiedade”, diz Alexandre Daoun, advogado criminal e mestre em processos jurídicos, que dá aulas no Exord, um cursinho em São Bernardo que foca especialmente concursos públicos e Exame da Ordem. Para driblar a ansiedade só mesmo muito estudo, já que a prova é longa e exige conhecimentos específicos. “As aulas no cursinho são diferentes da faculdade. Aqui é uma mistura de objetividade com profundidade”, diz Alexandre. Mas é importante lembrar que deve haver compromisso com os estudos. “Só o cursinho não basta. Se cada um não fizer sua parte, não tem jeito”, alerta.

Dolores Zacharias, 44, garante que o cursinho ajudou tanto na parte teórica quanto psicológica para a realização da prova. “Fui mais segura fazer a prova e passei, tenho consciência que o cursinho foi de grande valia”, relata.

(Supervisão de Fernando Bortolin)

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;