Fechar
Publicidade

Quarta-Feira, 20 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Escritor Dias Gomes morre em acidente de carro em SP


Do Diário do Grande ABC

18/05/1999 | 09:59


Terminou por volta das 08h30, no Instituto Médico Legal de Sao Paulo, a autópsia do romancista, contista e teatrólogo Dias Gomes. O corpo chegou ao IML às 4h50. Os três filhos do primeiro casamento de Dias Gomes com a escritora Janete Clair, Guilherme, Alfredo e Denise Emer, já viajaram do Rio de Janeiro para Sao Paulo para liberar o corpo do escritor. Eles chegaram ao IML por volta das 9h30.

Segundo as primeiras informaçoes, o corpo de Dias Gomes deve ser trasladado até o final da manha para o Rio e será velado na Academia Brasileira de Letras. A previsao é de que o enterro aconteça entre a tarde desta terça-feira e a manha de quarta, no Mausoléu da Academia, no Cemitério Sao Joao Batista.

O escritor e dramaturgo Alfredo Freitas Dias Gomes, 77 anos, morreu, na madrugada desta terça-feira, num acidente de carro no cruzamento da avenidas Nove de Julho com a rua Estados Unidos, em Sao Paulo.

Segundo informaçoes da polícia, ele estava em um taxi voltando de um restaurante no centro da cidade, com a mulher, Maria Bernadete Dias Gomes, 36 anos, quando, por volta das 2h, o veículo bateu contra um ônibus e o escritor foi atirado pelo vidro. Maria Bernadete e o motorista do táxi Osias Patricio da Silva, 29 anos, estao internados no Hospital das Clínicas de Sao Paulo, ambos fora de perigo de vida. Ela teve ferimentos no ombro e no rosto e neste momento está passando por alguns exames. Já o motorista do táxi está no setor de ortopedia do HC e ainda nesta tarde deve prestar depoimento à polícia sobre o acidente.

Dias Gomes escreveu, entre outros sucessos, a novela Roque Santeiro e a série O Pagador de Promessas.

Vida - Alfredo de Freitas Dias Gomes nasceu em Salvador, na Bahia, em 19 de outubro de 1922. Em 1935, mudou-se com a família para o Rio de Janeiro e com apenas 15 anos escreveu sua primeira peça, A comédia dos moralistas, que ganhou o 1º lugar no Concurso do Serviço Nacional de Teatro em 1939. Ingressou na Faculdade de Direito do Estado do Rio em 1943, abandonando o curso no 3º ano. Estreou no teatro profissional em 1942, com a comédia Pé-de-cabra, encenada no Rio de Janeiro e depois em Sao Paulo por Procópio Ferreira, que com ele foi apresentada em todo o país.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;