Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 15 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Ataques deixam pelo menos 12 mortos no Iraque


Da AFP

19/03/2006 | 14:11


Pelo menos 12 iraquianos morreram neste domingo em diferentes ataques ao norte de Bagdá, na véspera do terceiro aniversário da invasão do país por uma coalizão liderada pelos Estados Unidos.

Sete iraquianos perderam a vida numa operação de soldados americanos e iraquianos em resposta a um "ataque rebelde" em Dhuluiyah, uma localidade sunita situada a 70 km a norte de Bagdá.

Durante a operação, as forças americanas distribuíram panfletos pedindo à população que "não ajudem os terroristas".

Segundo testemunhos, a ação militar começou quando tropas americanas caíram numa emboscada dos insurgentes. Dois soldados americanos ficaram feridos.

Já em Mossul, a 370 km de Bagdá, dois policiais e dois civis morreram ao serem atingidos por disparos de homens armados contra o carro em que estavam, no centro da cidade. Além disso, um pastor morreu ao pisar numa mina na região de Kirkuk, a 255 quilômetros ao norte de Bagdá.

No fim da tarde, dois obuses de morteiro lançados contra o hotel Bagdá, onde estavam hospedados empregados de empresas de segurança, explodiram ao atingir o telhado de um edifício vizinho, ferindo dois iraquianos.

Por fim, 17 corpos não-identificados, crivados de balas, foram encontrados em lugares distintos da capital.


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Ataques deixam pelo menos 12 mortos no Iraque

Da AFP

19/03/2006 | 14:11


Pelo menos 12 iraquianos morreram neste domingo em diferentes ataques ao norte de Bagdá, na véspera do terceiro aniversário da invasão do país por uma coalizão liderada pelos Estados Unidos.

Sete iraquianos perderam a vida numa operação de soldados americanos e iraquianos em resposta a um "ataque rebelde" em Dhuluiyah, uma localidade sunita situada a 70 km a norte de Bagdá.

Durante a operação, as forças americanas distribuíram panfletos pedindo à população que "não ajudem os terroristas".

Segundo testemunhos, a ação militar começou quando tropas americanas caíram numa emboscada dos insurgentes. Dois soldados americanos ficaram feridos.

Já em Mossul, a 370 km de Bagdá, dois policiais e dois civis morreram ao serem atingidos por disparos de homens armados contra o carro em que estavam, no centro da cidade. Além disso, um pastor morreu ao pisar numa mina na região de Kirkuk, a 255 quilômetros ao norte de Bagdá.

No fim da tarde, dois obuses de morteiro lançados contra o hotel Bagdá, onde estavam hospedados empregados de empresas de segurança, explodiram ao atingir o telhado de um edifício vizinho, ferindo dois iraquianos.

Por fim, 17 corpos não-identificados, crivados de balas, foram encontrados em lugares distintos da capital.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;