Fechar
Publicidade

Sábado, 27 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

economia@dgabc.com.br | 4435-8057

Dívida externa chega a US$ 237,4 bilhoes


Do Diário do Grande ABC

16/12/1999 | 15:01


O Banco Central informou, no final da manha desta quinta-feira, que, em outubro, a dívida externa total atingiu o volume de US$ 237,423 bilhoes. O valor mostra que houve uma reduçao de US$ 1,8 bilhao em relaçao ao mês anterior.

Ainda de acordo com o informe do BC, os investimentos estrangeiros diretos líquidos em novembro chegaram a US$ 2,281 bilhoes, contra US$ 2,120 bilhoes em outubro. No acumulado de janeiro a novembro, os investimentos estrangeiros diretos totalizaram US$ 27,108 bilhoes. Em doze meses encerrados em novembro, o volume é de US$ 29,791 bilhoes. Os investimentos até novembro sao suficientes para financiar a totalidade de déficit em transaçoes correntes no mesmo período, que está em US$ 21,411 bilhoes.

Os investimentos estrangeiros líquidos nos Anexos I a IV, que incluem as entradas para as bolsas de valores chegaram a US$ 53 milhoes em novembro, com ingresso de US$711 milhoes e remessa de US$ 658 milhoes. De janeiro a novembro, estes investimentos chegaram a US$ 1,662 bilhao, contra uma saída líquida de US$ 699 milhoes de janeiro a novembro de 98.

Câmbio contratado - O fluxo cambial contratado em novembro foi de US$ 485 milhoes negativos. De janeiro a novembro, o fluxo total é negativo em US$ 7,656 bilhoes. De janeiro a novembro do ano passado, o saldo total do câmbio contratado foi positivo em US$ 13,587 bilhoes. Estes números nao incluem a conta de nao residentes, a CC5.

Despesas - As despesas líquidas com serviços aumentaram 2 9% em novembro deste ano em relaçao ao mesmo mês do ano passado, totalizando US$ 1,824 bilhoes, contra US$ 1,773 bilhao. De acordo com nota do Banco Central, as despesas líquidas com serviços aumentaram no período em funçao das maiores despesas de juros, que, segundo o BC, foram compensadas pela reduçao de gastos com serviços nao relativos a fatores de produçao e pela diminuiçao das remessas de lucros e dividendos ao exterior.

As despesas com juros em novembro chegaram a US$ 1,122 bilhao, contra US$ 759 milhoes em novembro do ano passado, apresentando crescimento de US$ 363 milhoes.

No acumulado de janeiro a novembro, as despesas líquidas com juros foram de US$ 13,574 bilhoes. Os lucros e dividendos registraram em novembro remessas líquidas ao exterior de US$ 206 milhoes, apresentando queda de 45,2% em relaçao ao mesmo período de 98Prefeitura abre discussao sobre concorrência nos transportes.

Base Monetária - O papel moeda emitido mais reservas bancárias teve um crescimento em novembro de 2,6% pelo critério de média dos saldos diários. Pelo conceito de ponta, a base apresentou um aumento de 4,1%. O comportamento verificado em novembro foi bem diferente do registrado em outubro, quando a base, tanto no conceito de média quanto no de ponta, apresentou retraçao.

Com o resultado de novembro, o saldo da base monetária saltou de R$ 37,012 bilhoes para R$ 37,962 bilhoes. O número ainda está abaixo do intervalo de variaçao da base monetária estabelecido para o último trimestre do ano. Pela programaçao, o saldo da base pode variar no último trimestre entre R$ 43,4 bilhoes e R$ 50,9 bilhoes.

Transaçoes correntes - O déficit de transaçoes correntes (balança comercial mais serviços) recuou para US$ 2,212 bilhoes em novembro, contra US$ 2,713 bilhoes em novembro do ano passado e US$ 2,394 bilhoes em outubro deste ano. De janeiro a novembro, no acumulado do ano, o déficit em transaçoes correntes chegou a US$ 21,411 bilhoes, ou 4,21% do PIB, melhorando substancialmente em relaçao ao mesmo período do ano passado, quando o déficit estava em US$ 30,016 bilhoes.

Até o outubro deste ano, o déficit em conta corrente estava em US$ 19,199 bilhoes, ou 4,18% do PIB. O déficit acumulado em 12 meses até novembro foi de US$ 25,026 bilhoes, contra US$ 25,527 bilhoes nos 12 meses terminados em outubro.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;