Fechar
Publicidade

Sábado, 23 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Setecidades

setecidades@dgabc.com.br | 4435-8319

Postes de iluminação instalados no meio da rua geram risco


Tatiane Moreno
Especial para o Diário do Grande ABC

04/12/2004 | 11:30


Se por um lado os moradores da estrada Marco Polo, no bairro Royal Park, em São Bernardo, estão satisfeitos com a pavimentação da via, por outro ficaram indignados com a posição dos postes de iluminação. Com a conclusão das obras nesta semana, a linha de transmissão não foi reestruturada e os postes continuam instalados, só que no meio da rua pavimentada.


Para realizar as obras do asfalto ecológico, a Prefeitura de São Bernardo teve de fazer a escavação de um barranco para construir as duas mãos da via. No entanto, os postes que ficavam rentes ao morro foram deixados no mesmo lugar. "Eu, que ando sempre de moto, tenho de fazer uma curva muito aberta para desviar dos postes e trafego na contramão. O perigo é que nas curvas o motorista não tem visão e pode dar de cara com o poste", disse o motoboy Robson Pimenta, 19 anos. A falta de sinalização também preocupa. "É preciso que seja instalada uma lombada, além de faixas contínuas para dividir a pista."


Mesmo com os postes pintados de laranja e preto para despertar a atenção dos motoristas, a visualização é difícil, principalmente nas curvas. Segundo os moradores, na estrada Marco Polo é proibido estacionar na rua. "Se tem um carro parado e outros dois querendo passar em sentido contrário, sempre ocorrem acidentes", relatou o aposentado Roberto Carlos Oliveira, 51 anos.


A Prefeitura de São Bernardo informou, por meio de uma nota, que foi solicitado à Eletropaulo há alguns meses a remoção dos postes. A empresa fornecedora de energia, entretanto, diz que o pedido oficial só chegou quinta. "Quando o cliente vai fazer alguma obra que interfira nas redes de transmissão, a primeira coisa a ser feita é entrar em contato com a Eletropaulo. Caso contrário, não podemos realizar a operação", disse o gerente da unidade da empresa no Grande ABC, Waldir Gonçalves. Ainda de acordo com Gonçalves, a remoção dos postes deve começar em no máximo 20 dias.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;