Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 2 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

João Carlos Martins retorna a S.Bernardo


Ângela Corrêa
Do Diário do Grande ABC

31/05/2008 | 07:06


O maestro João Carlos Martins, da Bachiana Chamber Orchestra, volta a São Bernardo hoje, às 20h, como regente convidado da Orquestra Filarmônica da cidade. O concerto gratuito será realizado no Auditório Dr. Attílio Zóboli, localizado no interior do Cenforpe (Centro de Formação dos Profissionais de Educação), no bairro Planalto.

Como o convidado, com formação de pianista, é considerado como um dos maiores intérpretes da obra de Johann Sebastian Bach (1685-1750), o programa não deixa faltar peças do compositor alemão entre outros oito nomes (incluindo populares). O concerto abre com Jesus Alegria dos Homens. Do mesmo autor há também Suíte Orquestral nº 2 - Badinerie.

A primeira parte do concerto conta ainda com uma peça de Ludwig Van Beethoven (1770-1827), a Sinfonia nº 1 em Dó Maior.

Após o intervalo, o concerto segue com Frohlock, de Michael Praetorius (1571 -1621). Ainda na linha dos grandes compositores dos séculos 18 e 19, a noite continua com Suíte Orquestral nº 2, de Bach, Minueto, de Luigi Boccherini (1743-1805), a Dança Húngara nº 1, de Johannes Brahms (1833- 1897) e a Dança Russa (Trepak), da Suíte Quebra-Nozes, de Pyotr Tchaikovsky (1840-1893).

Para fechar o concerto, uma seqüência de compositores populares que vão de tango a samba, passando por jazz. O trecho popular começa com um tango do argentino Carlos Gardel, Por una Cabeza. Depois, vem Reggae, do pianista norte-americano Dave Brubeck, do quarteto de jazz que leva o seu nome e fecha com Adoniran Barbosa (1910-1982), Trem das Onze.

O regente esteve à frente da Orquestra Filarmônica de São Bernardo no último fim de semana do mês de abril, em duas apresentações: também no auditório Attílio Zóboli e no Parque Municipal Engenheiro Salvador Arena. Na ocasião, Martins sentou-se ao piano e executou Wolfgang Amadeus Mozart (1756- 1791) e Tom Jobim (1927-1994), em homenagem aos 50 anos da Bossa Nova.

Martins, 67 anos, enfrentou uma série de dificuldades para continuar sua carreira no piano desde os 26 anos, quando em um acidentou jogando futebol perdeu o movimento da mão direita. O problema dessa mão se agravaria, quando, em 1995, levou uma coronhada na cabeça durante um assalto na Bulgária. Em 2002, mais problemas, agora na mão esquerda: teve de se submeter a uma cirurgia para retirar um tumor benigno. Hoje, toca com quatro dedos e não se dedica como gostaria ao instrumento, embora não tenha se afastado completamente. No ano passado, lançou o álbum Paixões, com músicas de Villa-Lobos e outros grandes compositores.

Orquestra Filarmônica de São Bernardo com maestro João Carlos Martins (regente convidado) - Concerto. Hoje, às 20h. No Cenforpe - Auditório Dr. Attílio Zóboli - Av. Dom Jaime de Barros Câmara, 201, bairro Planalto. Entrada franca. Ingressos disponíveis na bilheteria a partir das 16h.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;