Fechar
Publicidade

Domingo, 28 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Polícia está perto de capturar seqüestradores, diz delegado


Do Diário OnLine

29/08/2001 | 15:32


O delegado titular da Delegacia Anti-Seqüestro (Deas), Wagner Giudice, afirmou nesta terça-feira que a polícia está próxima de capturar outros dois acusados de participar do seqüestro da universitária Patrícia Abravanel, filha do empresário e apresentador Silvio Santos. Eles foram identificados como Fernando Dutra Pinto, 22, que seria o mentor da ação, e sua namorada, Jenifer. Já foram presos Esdras Dutra Pinto, 19, irmão de Fernando, e Marcelo Batista dos Santos, 27. A polícia acredita que a quadrilha possua cerca de 10 integrantes.

Setenta homens participam da operação de buscas aos dois fugitivos. A polícia já possui também uma foto atual de Fernando, que pode ajudar nas buscas.

Patrícia deve prestar depoimento à polícia nos próximos dias, segundo o delegado títular do Departamento de Investigações Sobre Crimes Patrimôniais (Depatri), Goldofredo Bitencourt Filho. Silvio Santos deixou sua casa, no Morumbi, por volta das 7h30, dirigindo o próprio carro e sem dar declarações à imprensa.

No final da tarde desta terça, a polícia estourou o cativeiro onde Patrícia ficou durante sete dias. A família de Sílvio Santos pagou R$ 500 mil pelo resgate, segundo a Secretaria de Segurança Pública. A filha do empresário, porém, negou que o resgate tenha sido pago. O dinheiro estaria em poder dos bandidos foragidos, de acordo com os dois presos.

A casa usada como cativeiro fica na rua Áurea Batista dos Santos, número 840, perto do estádio do Morumbi. O endereço é bastante próximo à casa de Sílvio Santos, no mesmo bairro.

A polícia localizou na casa de Fernando, na Rua Cambota (Vila Progresso, zona Leste de São Paulo), uma camisa dos Correios, duas perucas, cordas, uma metralhadora, dois revólveres calibre 38, uma biografia de Sílvio Santos, rojões sinalizadores, telefones celulares e uma Bíblia queimada, que pertencia a Patrícia. Um dos revólveres estava escondido em uma edição das Páginas Amarelas, cuja parte interna foi cortada no formato adequado para abrigar uma arma.

Segundo a Polícia, Fernando entrou na casa com a camisa dos Correios, uma peruca e o livro das Páginas Amarelas (com o revólver oculto). Marcelo, outro integrante da quadrilha, foi preso na noite da última segunda-feira pela Guarda Civil Metropolitana de Cotia, perto do km 39 da rodovia Raposo Tavares. Ésdras foi encontrado na casa do irmão, na zona Leste.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;