Fechar
Publicidade

Terça-Feira, 30 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Atila Jacomussi protocola ação contra PT de Mauá


Paula Cabrera
Do Diário do Grande ABC

25/12/2009 | 07:08


O vereador de Mauá Atila Jacomussi (PV) protocolou ação no Ministério Público em que aponta supostas irregularidades ocorridas durante a construção da sede do PT na cidade. O parlamentar questiona a falta de alvará para construção e do documento que confirma que o prédio poderia ser aberto.

Além das denúncias sobre o imóvel, o parlamentar atesta que as ilegalidades colocam em xeque a eleição do PED (Processo de eleição direta) do PT, que elegeu Leandro Dias, filho do prefeito de Mauá Oswaldo dias (PT), como presidente da sigla.

"Se o local não poderia estar aberto, a eleição tem de ser anulada. Está tudo errado", afirma o vereador.

Atila avalia que a decisão partiu após a Prefeitura notificar vários comerciantes sobre o possível fechamento de seus estabelecimentos por estarem sem a totalidade dos documentos solicitados pela administração.

"Como a Prefeitura pode fazer qualquer questionamento, se o próprio partido do prefeito não respeita a legislação? Ou todos cumprem a lei, ou ninguém", critica o vereador.

O verde atesta que em outubro a Prefeitura deixou de lado um projeto de lei que dava a possibilidade de regularização dos imóveis sem alvarás ou documentação. "Por requerimento, a Prefeitura disse que no ano que vem mandará nova lei para Câmara para acertar isso. Mas como ficam essas pessoas durante este fim de ano?", indaga.

O ex-presidente do PT e secretário de Obras de Mauá, Hélcio Antônio da Silva, não foi localizado para comentar o assunto. Procurada, a Prefeitura não se manifestou sobre o caso.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;