Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 9 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Homens buscam consolidar reação diante da Croácia

Divulgação Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Felipe Simões
Do Diário do Grande ABC

11/08/2016 | 07:00


Depois de bater a Espanha por um ponto (66 a 65), a Seleção Brasileira Masculina de Basquete tenta confirmar a reação na competição contra a Croácia, às 14h15 de hoje, em duelo do Grupo B.

A exemplo dos brasileiros, os europeus obtiveram uma vitória apertada na competição – curiosamente, também contra a Espanha, por 72 a 70 – e perderam uma. Assim, o confronto é ainda uma briga direta por posição na chave, já que a Croácia tem o mesmo número de pontos, mas perde nos critérios de desempate e ocupa a quarta colocação, enquanto o Brasil é o terceiro.

Por isso, a promessa é de duelo apertado, no qual os principais jogadores brasileiros, como o pivô Nenê e o ala Marquinhos, morador de São Bernardo e autor da cesta salvadora diante dos espanhóis, podem fazer a diferença.

FEMININO

Se o masculino tem relativa tranquilidade no grupo, não se pode dizer o mesmo do feminino. Na lanterna da Chave A, em sexto, as brasileiras enfrentam a França, em terceiro, às 15h30, no último suspiro pela classificação – apenas quatro avançam às quartas de final.

Estados Unidos mantêm ritmo e seguem invictos no torneio

Parece história repetida, mas não é: os Estados Unidos seguem imbatíveis no basquete nos Jogos Olímpicos. Ontem, os times mostraram sua força e venceram Sérvia, no feminino, e Austrália, no masculino, marcando altas pontuações e mantendo a invencibilidade.

As mulheres norte-americanas começaram com tudo para cima da Sérvia e não deram chances às europeias – venceram todos os quartos, com destaque para a armadora Diana Taurasi, que quebrou o recorde de cestas de três em uma partida na Olimpíada: seis. A marca anterior, de cinco, também pertencia a ela, que anotou 25 pontos e deu seis assistências.

Já os homens enfrentaram alguma dificuldade ante os australianos, que conseguiram vencer o segundo quarto por 25 a 20. No entanto, eles não contavam com a noite inspirada do ala Carmelo Anthony, que fez 31 pontos e emplacou nove bolas de três. De quebra, superou LeBron James e se tornou o maior pontuador do basquete norte-americano em Olimpíadas – 293, contra 273.



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;