Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 29 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

politica@dgabc.com.br | 4435-8391

Donisete deixa o Paço em meio às denúncias sobre merenda

Nario Barbosa/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Candidato à reeleição, prefeito de Mauá vai se
licenciar na sexta para fazer campanha eleitoral


Junior Carvalho
Do Diário do Grande ABC

11/08/2016 | 07:00


Com a gestão envolvida em escândalo de superfaturamento da merenda escolar, o prefeito de Mauá e candidato à reeleição, Donisete Braga (PT), se licenciará do Paço para fazer campanha eleitoral. O petista deixará o comando do governo a partir de sexta-feira, quando entregará o cargo ao ex-vice-prefeito Helcio Silva (PT), como havia antecipado o Diário no dia 9 de julho.

Então secretário de Relações Institucionais, Helcio assumiu ontem a Pasta de Assuntos Jurídicos para viabilizar a substituição. Pela linha sucessória, o cargo ficaria com o vice-prefeito (que pertencia justamente a Helcio), mas o posto ficou vago em 2013, quando o petista renunciou à vaga para assumir mandato na Câmara dos Deputados. A Lei Orgânica Municipal (artigo 54) prevê que, no impedimento do vice, a principal cadeira política deveria ser ocupada pelo presidente do Legislativo, Marcelo Oliveira (PT). A Lei Eleitoral impede que Marcelo assuma o cargo – é candidato ao terceiro mandato. Marcelo não retornou aos telefonemas.

Não se sabe oficialmente quantos dias Donisete ficará afastado, mas há possibilidade de o petista ficar fora até o fim da campanha, no dia 2 de outubro. A corrida eleitoral começa oficialmente na terça-feira, quando os candidatos estarão liberados para pedir votos.

“A Prefeitura de Mauá informa que o prefeito Donisete Braga vai tirar licença a partir do fim do expediente de sexta-feira, licença essa que terá duração do tempo necessário. O prefeito entende que a decisão o deixará à vontade para focar na eleição. O prefeito expressa sua plena confiança em Helcio Silva, que já assumiu a função quando era vice-prefeito”, diz nota oficial do Paço, que não entrou no mérito sobre o escândalo da almôndega.

O parágrafo único do artigo 56 da LOM permite que, quando candidato à reeleição, o chefe do Executivo se licencie do posto no decorrer dos seis meses que antecedem o pleito, mas sem direito ao salário, de R$ 18.576,09.

Desde o mês passado, o Diário revela que a gestão Donisete deixou de pagar, em sete meses, R$ 10,30 pelo quilo da almôndega, destinada à alimentação escolar, para gastar quase o dobro (R$ 20). O Ministério Público investiga o caso.


Exigência de visita técnica pode direcionar licitação, avalia especialista

Exigência de visita técnica como requisito para participar de licitação da merenda em Mauá pode indicar direcionamento do certame, segundo o advogado Ariosto Mila Peixoto, especialista em concorrências e contratos públicos.

Na terça-feira, o Diário mostrou que a empresa Centroeste Carnes e Derivados Ltda, de Guarulhos, foi impedida de disputar a licitação para fornecimento de carnes destinadas à alimentação escolar porque não havia visitado as escolas. A obrigação está prevista no item 2, da seção disposições gerais, do edital 5.925/2016. Sem concorrente, a Jade AZ Comercial de Alimentos Eirelli EPP foi declarada vencedora.

Peixoto explica que a visita só se justificaria se a contratada também tivesse de preparar os alimentos, o que não é o caso. “Se empresa só vai entregar os insumos, não teria por que fazer visita técnica, não tem razão. Se é só para conhecer os locais, no edital já consta os endereços de entrega”, explicou, ao destacar que, se constada irregularidades, a licitação poderá ser suspensa e até resultar em condenação por improbidade administrativa dos responsáveis pelo certame. (RR/JC) 



Quer receber em primeira mão as notícias das sete cidades do Grande ABC?

Entre no nosso grupo de WhatsApp. 
Clique aqui.
 

Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;