Fechar
Publicidade

Domingo, 17 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Automóveis

automoveis@dgabc.com.br | 4435-8337

Renault investe em segurança no Clio nacional


Helder Lima
Enviado a Florianópolis

10/11/1999 | 12:33


As 80 concessionárias da Renault começam a receber a partir da segunda quinzena deste mês o novo Clio, modelo popular que registra mais uma importante etapa da história da montadora francesa no país. Depois de dois anos de desenvolvimento e adaptaçao do projeto, o carrinho poderá sair da linha de montagem da fábrica Ayrton Senna, em Sao José dos Pinhais (PR), com um índice de nacionalizaçao de 70%, que deverá chegar a 85% tao logo seus propulsores também passem a ser produzidos no país.

O Clio "brésilienne", como diria o francês, será visto pela concorrência como um produto pretensioso, já que a meta da Renault é elevar o padrao de qualidade no maior segmento de vendas no país, o dos carros com motorizaçao 1.0. O Clio será equipado de série com air bag duplo e conta com um dispositivo chamado LEI (Limitador de Esforço Integrado), que melhora a eficiência do cinto de segurança. Ainda no importante item de segurança o Clio reúne barras de proteçao laterais em dois níveis: piso e eixo mediano da carroceria.

Além do propulsor 1.0, o Clio terá a opçao 1.6. Na concessionária, o comprador poderá escolher entre duas versoes de acabamento: RL e RN, para 1.0, e RN e RT, para 1.6. Todas elas têm cinco portas. O Clio RL, o mais simples, apresenta de série travas para crianças nas portas traseiras e preparaçao para som. Já a versao intermediária RN traz pára-choques na cor da carroceria e rodas com calotas. No interior, o RN conta com painel com conta-giros e mostrador central com relógio digital. O Clio 1.6 RT, o top da nova família, é equipado de série com CD player, ar-condicionado, rodas de liga leve e faróis de neblina.

Segurança nao é tudo em um carro, mas é sem dúvida o aspecto mais importante. A presença do air bag duplo no novo Renault Clio nao só vai incomodar a concorrência direta dos carros populares, como também a de modelos de outras categorias que nem sequer dispoem do equipamento como item opcional.

A vantagem é que o Clio nao será mais caro do que os seus concorrentes. A versao RL 1.0 (básica) chega ao mercado por R$ 14,990, mesma quantia que o consumidor desembolsa por um Fiat Palio EL 1.0 - o Gol 1.0 2 portas, por exemplo, custa R$ 16,9 mil. A versao RN, também com motor 1.0, deve custar R$ 16,8 mil. Já as versoes RN e RT equipadas com o motor 1.6 custarao R$ 20,6 mil e R$ 25,3 mil, respectivamente.

No projeto do Clio, a preocupaçao com a segurança fez com que a engenharia também aperfeiçoasse o recurso das barras de proteçao laterais. Assim, esses dispositivos, que na verdade se compoem de chapas de reforço na própria carroceria, passam a proteger também as portas traseiras. Há também uma coluna de reforço no teto.

Outra característica marcante do Clio está no desenho dos bancos, do tipo envolvente, que produz o efeito antimergulho em caso de acidente. Na prática, isso diminui a possibilidade de a pessoa ser lançada sobre o cinto de segurança em uma colisao.

A frente e a traseira contam ainda com zonas de deformaçao progressiva, buscando, junto com os outros recursos, caracterizar o habitáculo como uma célula de sobrevivência. Para completar, a coluna de direçao é retrátil e o motor é instalado com suportes pendulares, que impedem que ele invada o interior em uma batida frontal. O sistema de freio, por sua vez, se deforma, movendo a pedaleira para baixo e, portanto, evitando que ela machuque as pernas do motorista.

Desempenho - Como nem tudo em um carro é perfeito, do ponto de vista do desempenho o Clio pode se ressentir de alguns cavalos para brigar com a concorrência. O motor 1.0 de oito válvulas - o propulsor que verdadeiramente vai puxar as vendas do modelo - desenvolve 59 cv a 5,5 mil rpm e torque máximo de 8,3 kgfm a 4,25 mil rpm. Nao se trata de números desprezíveis, mas é pouco para brigar com o Ford Ka com motor Zetec RoCam (também de oito válvulas), atualmente considerado o melhor 1.0 da categoria, que desenvolve 65 cv a 6 mil rpm e torque de 8,9 kgfm a 3 mil rpm.

No caso da motorizaçao 1.6, a simples matemática do desempenho também nao é favorável ao compacto da Renault. O propulsor de exatos 1.598 cm3 desenvolve potência máxima de 90 cv a 5,25 mil rpm. Nessa categoria, o VW Golf 1.6, também fabricado em Sao José dos Pinhais (PR), desenvolve 100 cv e o Classe A, por sua vez, chega à potência máxima de 99 cv. Até o VW Gol, que mantém há anos o motor longitudinal AP de 1.600 cc, tem melhor potência, de 92,5 cv a 5,5 mil rpm.

No que se refere a torque, característica importante no mercado brasileiro porque tem a ver com o fôlego do carro nas arrancadas, o Clio está equilibrado com a concorrência. Enquanto ele desenvolve torque máximo de 13,5 kgfm a 2,5 mil rpm, o concorrente Gol, entre outros, alcança 13,9 kgfm a 3 mil rpm. Houve uma preocupaçao especial da Renault em atender às preferências do consumidor brasileiro com o projeto do Clio, razao pela qual as relaçoes de marchas foram encurtadas em relaçao ao Clio francês.

Peças - A produçao do Clio na fábrica Ayrton Senna, inaugurada há um ano, representa nao apenas a consolidaçao da atuaçao da Renault no país, como também confiabilidade para o consumidor em uma mercado cuja presença dos importados ainda é uma incógnita, principalmente quanto à questao de manutençao e peças de reposiçao.

No que se refere a esse quesito, a Renault está buscando trabalhar o seu marketing para se aproximar do consumidor. A carroceria tem garantia contra a corrosao de seis anos. A manutençao mecânica, por sua vez, é facilitada no Clio. A primeira revisao ocorre apenas aos 40 mil km; a troca de óleo, a cada 20 mil km, e a substituiçao da correia dentada, a cada 80 mil km, enquanto o normal é 40 mil km.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Renault investe em segurança no Clio nacional

Helder Lima
Enviado a Florianópolis

10/11/1999 | 12:33


As 80 concessionárias da Renault começam a receber a partir da segunda quinzena deste mês o novo Clio, modelo popular que registra mais uma importante etapa da história da montadora francesa no país. Depois de dois anos de desenvolvimento e adaptaçao do projeto, o carrinho poderá sair da linha de montagem da fábrica Ayrton Senna, em Sao José dos Pinhais (PR), com um índice de nacionalizaçao de 70%, que deverá chegar a 85% tao logo seus propulsores também passem a ser produzidos no país.

O Clio "brésilienne", como diria o francês, será visto pela concorrência como um produto pretensioso, já que a meta da Renault é elevar o padrao de qualidade no maior segmento de vendas no país, o dos carros com motorizaçao 1.0. O Clio será equipado de série com air bag duplo e conta com um dispositivo chamado LEI (Limitador de Esforço Integrado), que melhora a eficiência do cinto de segurança. Ainda no importante item de segurança o Clio reúne barras de proteçao laterais em dois níveis: piso e eixo mediano da carroceria.

Além do propulsor 1.0, o Clio terá a opçao 1.6. Na concessionária, o comprador poderá escolher entre duas versoes de acabamento: RL e RN, para 1.0, e RN e RT, para 1.6. Todas elas têm cinco portas. O Clio RL, o mais simples, apresenta de série travas para crianças nas portas traseiras e preparaçao para som. Já a versao intermediária RN traz pára-choques na cor da carroceria e rodas com calotas. No interior, o RN conta com painel com conta-giros e mostrador central com relógio digital. O Clio 1.6 RT, o top da nova família, é equipado de série com CD player, ar-condicionado, rodas de liga leve e faróis de neblina.

Segurança nao é tudo em um carro, mas é sem dúvida o aspecto mais importante. A presença do air bag duplo no novo Renault Clio nao só vai incomodar a concorrência direta dos carros populares, como também a de modelos de outras categorias que nem sequer dispoem do equipamento como item opcional.

A vantagem é que o Clio nao será mais caro do que os seus concorrentes. A versao RL 1.0 (básica) chega ao mercado por R$ 14,990, mesma quantia que o consumidor desembolsa por um Fiat Palio EL 1.0 - o Gol 1.0 2 portas, por exemplo, custa R$ 16,9 mil. A versao RN, também com motor 1.0, deve custar R$ 16,8 mil. Já as versoes RN e RT equipadas com o motor 1.6 custarao R$ 20,6 mil e R$ 25,3 mil, respectivamente.

No projeto do Clio, a preocupaçao com a segurança fez com que a engenharia também aperfeiçoasse o recurso das barras de proteçao laterais. Assim, esses dispositivos, que na verdade se compoem de chapas de reforço na própria carroceria, passam a proteger também as portas traseiras. Há também uma coluna de reforço no teto.

Outra característica marcante do Clio está no desenho dos bancos, do tipo envolvente, que produz o efeito antimergulho em caso de acidente. Na prática, isso diminui a possibilidade de a pessoa ser lançada sobre o cinto de segurança em uma colisao.

A frente e a traseira contam ainda com zonas de deformaçao progressiva, buscando, junto com os outros recursos, caracterizar o habitáculo como uma célula de sobrevivência. Para completar, a coluna de direçao é retrátil e o motor é instalado com suportes pendulares, que impedem que ele invada o interior em uma batida frontal. O sistema de freio, por sua vez, se deforma, movendo a pedaleira para baixo e, portanto, evitando que ela machuque as pernas do motorista.

Desempenho - Como nem tudo em um carro é perfeito, do ponto de vista do desempenho o Clio pode se ressentir de alguns cavalos para brigar com a concorrência. O motor 1.0 de oito válvulas - o propulsor que verdadeiramente vai puxar as vendas do modelo - desenvolve 59 cv a 5,5 mil rpm e torque máximo de 8,3 kgfm a 4,25 mil rpm. Nao se trata de números desprezíveis, mas é pouco para brigar com o Ford Ka com motor Zetec RoCam (também de oito válvulas), atualmente considerado o melhor 1.0 da categoria, que desenvolve 65 cv a 6 mil rpm e torque de 8,9 kgfm a 3 mil rpm.

No caso da motorizaçao 1.6, a simples matemática do desempenho também nao é favorável ao compacto da Renault. O propulsor de exatos 1.598 cm3 desenvolve potência máxima de 90 cv a 5,25 mil rpm. Nessa categoria, o VW Golf 1.6, também fabricado em Sao José dos Pinhais (PR), desenvolve 100 cv e o Classe A, por sua vez, chega à potência máxima de 99 cv. Até o VW Gol, que mantém há anos o motor longitudinal AP de 1.600 cc, tem melhor potência, de 92,5 cv a 5,5 mil rpm.

No que se refere a torque, característica importante no mercado brasileiro porque tem a ver com o fôlego do carro nas arrancadas, o Clio está equilibrado com a concorrência. Enquanto ele desenvolve torque máximo de 13,5 kgfm a 2,5 mil rpm, o concorrente Gol, entre outros, alcança 13,9 kgfm a 3 mil rpm. Houve uma preocupaçao especial da Renault em atender às preferências do consumidor brasileiro com o projeto do Clio, razao pela qual as relaçoes de marchas foram encurtadas em relaçao ao Clio francês.

Peças - A produçao do Clio na fábrica Ayrton Senna, inaugurada há um ano, representa nao apenas a consolidaçao da atuaçao da Renault no país, como também confiabilidade para o consumidor em uma mercado cuja presença dos importados ainda é uma incógnita, principalmente quanto à questao de manutençao e peças de reposiçao.

No que se refere a esse quesito, a Renault está buscando trabalhar o seu marketing para se aproximar do consumidor. A carroceria tem garantia contra a corrosao de seis anos. A manutençao mecânica, por sua vez, é facilitada no Clio. A primeira revisao ocorre apenas aos 40 mil km; a troca de óleo, a cada 20 mil km, e a substituiçao da correia dentada, a cada 80 mil km, enquanto o normal é 40 mil km.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;