Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 14 de Novembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Aneel: 99% das reclamaçoes tiveram soluçao


Do Diário do Grande ABC

19/08/1999 | 13:11


Um balanço do primeiro semestre da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), mostrou que 99% das reclamaçoes dos consumidores de energia elétrica, consideradas procedentes pelas concessionárias, nos mais diversos casos, foram efetivamente solucionados. A pesquisa refere-se ao período de 1º de janeiro a 30 de junho.

Do volume total de reclamaçoes, 4,9 milhoes, 67,8% foram atendidos e solucionados dentro da própria concessionária; ainda estao em análise 0,8% dos casos, e 31,4% das reclamaçoes foram considerados improcedentes. A Aneel está realizando um trabalho por amostragem para as confirmaçoes.

Segundoa a Aneel, os tipos mais freqüentes de reclamaçao em relaçao aos casos julgados procedentes, sao a interrupçao do fornecimento de energia elétrica, valores cobrados na conta, contas nao- entregues, prestaçao de serviços fora dos prazos legais, suspensao de fornecimento de energia, nível de tensao e danos elétricos.

A pesquisa é realizada por determinaçao da Resoluçao número 382, publicada em dezembro, que estabelece que as concessionárias devem enviar à Aneel, mensalmente, dados relativos às reclamaçoes dos consumidores, classificadas por tipo de ocorrência, bem como sobre as providências adotadas para o efetivo atendimento dessas reclamaçoes.

Essas informaçoes, segundo a Aneel, sao relevantes, pois permitem que a agência tenha, mensalmente, o conhecimento sobre o número de reclamaçoes e sobre como estas estao sendo atendidas pelas 74 concessionárias do País. Em 1998, a agência cumpriu a meta de fiscalizar 100% das concessionárias de serviço público.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Aneel: 99% das reclamaçoes tiveram soluçao

Do Diário do Grande ABC

19/08/1999 | 13:11


Um balanço do primeiro semestre da Agência Nacional de Energia Elétrica (Aneel), mostrou que 99% das reclamaçoes dos consumidores de energia elétrica, consideradas procedentes pelas concessionárias, nos mais diversos casos, foram efetivamente solucionados. A pesquisa refere-se ao período de 1º de janeiro a 30 de junho.

Do volume total de reclamaçoes, 4,9 milhoes, 67,8% foram atendidos e solucionados dentro da própria concessionária; ainda estao em análise 0,8% dos casos, e 31,4% das reclamaçoes foram considerados improcedentes. A Aneel está realizando um trabalho por amostragem para as confirmaçoes.

Segundoa a Aneel, os tipos mais freqüentes de reclamaçao em relaçao aos casos julgados procedentes, sao a interrupçao do fornecimento de energia elétrica, valores cobrados na conta, contas nao- entregues, prestaçao de serviços fora dos prazos legais, suspensao de fornecimento de energia, nível de tensao e danos elétricos.

A pesquisa é realizada por determinaçao da Resoluçao número 382, publicada em dezembro, que estabelece que as concessionárias devem enviar à Aneel, mensalmente, dados relativos às reclamaçoes dos consumidores, classificadas por tipo de ocorrência, bem como sobre as providências adotadas para o efetivo atendimento dessas reclamaçoes.

Essas informaçoes, segundo a Aneel, sao relevantes, pois permitem que a agência tenha, mensalmente, o conhecimento sobre o número de reclamaçoes e sobre como estas estao sendo atendidas pelas 74 concessionárias do País. Em 1998, a agência cumpriu a meta de fiscalizar 100% das concessionárias de serviço público.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;