Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 18 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Carnaval 2012: Mangueira surpreende com "paradona"



21/02/2012 | 02:36


A bateria da Mangueira inova e faz várias paradinhas, nas quais o público leva o canto do samba. Numa delas, a cantora Alcione foi quem assumiu o samba. Em uma "paradona", por quase um minuto, os ritmistas silenciaram os instrumentos e o samba sobre o Cacique de Ramos foi cantado pelo público da arquibancada. A inovação causou estranheza a princípio. Na primeira parada, muitos pensaram tratar-se de falha técnica no carro de som.

A Mangueira é a quarta escola a desfilar nesta segunda noite de apresentações das escolas do Grupo Especial do Rio. São 50 alas, 8 alegorias e 4 mil componentes. Dudu Nobre, Alcione Beth Carvalho e Jorge Aragão desfilam pela escola e aparecem nos carros alegóricos. A Mangueira canta os símbolos da escola; destaque para Cacique de Ramos.

Acompanhe o samba-enredo da escola:

"Vou Festejar! Sou Cacique, Sou Mangueira!"

Autores: Junior Fionda - Lequinho - Igor Leal - Paulinho Carvalho

Intérprete: Zé Paulo Sierra - Luizito - Ciganerey - Vadinho Freire

Salve a tribo dos bambas!

Onde um simples verso se torna canção?

Salve o novo palácio do samba!

O "doce refúgio" pra inspiração

Debaixo da tamarineira

Oxossi guerreiro me fez recordar

Um lugar? o meu berço num novo lar

Seguindo com os "pés no chão"

"Raiz" que se tornou religião

da boêmia, dos antigos carnavais

Não esquecerei jamais!

Firma o batuque, quero sambar? me leva!

O surdo um faz festa!

esqueça a dor da vida?

caciqueando na avenida

Sim?

Vi o bloco passando, o nobre rezando e o povo a cantar

Sim?

Era um nó na garganta ver o bafo da onça desfilar?

Chora, chegou a hora eu não vou ligar

minha cultura é arte popular,

nasceu em fundo de quintal?

Sou imortal e vou dizer

agonizar não é morrer

Mangueira, fez o meu sonho acontecer?

O povo não perde o prazer de cantar

por todo universo minha voz ecoou

respeite quem pôde chegar

onde a gente chegou!

Vem festejar, na palma da mão

eu sou o samba, "a voz do morro"!

não dá pra conter tamanha emoção

Cacique e mangueira num só coração



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;