Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 10 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Economia

soraiapedrozo@dgabc.com.br | 4435-8057

Casas Bahia assume local que consagrou o Mappin



25/11/2004 | 00:04


A Casas Bahia, maior rede de varejo em faturamento do país – com previsão de receita de R$ 8 bilhões neste ano e lucro líquido de R$ 100 milhões –, reinaugura nesta quinta-feira um símbolo do varejo paulista com objetivo de ampliar em 50% a rentabilidade por metro quadrado. Os 15 mil metros quadrados do antigo Mappin da Praça Ramos de Azevedo abrigarão agora a primeira loja vertical da rede em São Paulo, a 394ªe maior unidade da empresa.

Além da maior loja, a estrutura na Praça Ramos abrigará também a diretoria regional da Casas Bahia. Até agora, a direção responsável por São Paulo, Paraná, Santa Catarina e Rio Grande do Sul ficava em São Caetano. A segunda regional fica no Rio de Janeiro e controla o Estado fluminense, Minas Gerais, Goiás e Distrito Federal.

Segundo Michael Klein, diretor administrativo-financeiro da rede, a expectativa é que a maior loja das Casas Bahia em área de exposição de produtos (sete mil metros quadrados) seja também aquela que gerará mais rendimento de venda por metro quadrado.

Atualmente, os 650 mil metros quadrados geram renda mensal de R$ 1 mil por metro quadrado. Nesta unidade, a Casas Bahia acha que pode alcançar a marca de R$ 1,5 mil por metro quadrado, o que projeta receita mensal de venda de R$ 10,5 milhões.

A razão para esse desempenho está na localização. “Não existe ponto comercial no Brasil que esteja num local por onde passam cerca de 500 mil pessoas por dia”, diz Klein. Desse contingente, ele avalia que entre 10 mil a 15 mil pessoas visitam um dos seis andares preparados para abrigar linhas marrom, branca e leve, cozinha, sala de estar, dormitórios, móveis e confecção. Para isso, a estrutura terá 14 escadas rolantes e oito elevadores, seis dedicados ao fluxo de consumidores.

Para atrair tanta gente, monitores de tevê serão instalados dentro dos pavimentos e nas vitrines para mostrar ofertas e os produtos expostos nos andares. “Essa é a diferença em relação a lojas horizontais. Nestes, o consumidor faz um giro de 360 graus e vê tudo. Em andares, a estratégia é diferente”, explica Klein.

Crédito – A Casas Bahia ampliará a oferta de crédito disponível para a aquisição de produtos na rede por conta do Natal. A linha madeira (móveis) passará de 15 para 20 vezes e as linhas marrom e branca, de 12 para 18 meses.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Casas Bahia assume local que consagrou o Mappin

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, acesse com:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;