Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 21 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Brasil derruba outro algoz e continua a brilhar no hande

Divulgação COB Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra

Anderson Fattori
Do Diário do Grande ABC

09/08/2016 | 07:00


Há oito meses, Ana Paula chorava copiosamente depois de o Brasil ser eliminado pela Romênia no Mundial Feminino de Handebol. Ontem, a armadora voltou a ir às lágrimas, mas desta vez de felicidade. Ela e as demais jogadoras fizeram questão de mostrar que estavam engasgadas com as romenas e extravasaram após a expressiva vitória por 26 a 13, pela segunda rodada da Olimpíada.

A campanha brasileira tem chamado a atenção, já que na estreia o time superou a Noruega, atual bicampeã olímpica. Assim, a equipe precisa de apenas mais uma vitória para se garantir nas oitavas de final, o que pode acontecer amanhã, quando enfrenta a Espanha, às 9h30. Depois, as brasileiras ainda encaram Angola e Montenegro.

“O começo (da campanha) mostra que vamos brigar de igual para igual. Ninguém vai jogar aqui dentro da nossa casa com o passado. Vamos jogar com o presente, com o agora. E temos de mostrar nossa força porque aqui é a nossa casa. Para ganharem da gente vão ter de jogar muito mesmo”, desafiou a capitã Dara.

PROBLEMA

O piso emborrachado da Arena do Futuro, palco do handebol no Rio de Janeiro, apresentou desnível com a sequência de jogos na Olimpíada. O local passou por vistoria ontem e será submetido a manutenção nos próximos dias.

Após superar a Polônia, equipe masculina desafia a Eslovênia

Depois de surpreender a Polônia na estreia ao vencer por 34 a 32, o handebol masculino do Brasil volta à quadra hoje para enfrentar outra potência da modalidade, a Eslovênia, às 16h40, na Arena do Futuro.

Os jogadores sabem que a primeira vitória na história da Olimpíada sobre um time europeu ficou para trás e que precisam seguir fortes para buscar uma das quatro vagas do grupo à próxima fase. “Realmente sabemos que temos mais dificuldade em jogar com a Eslovênia, mas estamos concentrados e focados em lutar pela classificação. Tivemos reunião para nos mantermos unidos porque não ganhamos nada sozinhos. Juntos somos mais fortes. Queremos seguir evoluindo na competição e precisamos estar juntos”, destacou o goleiro Maik, um dos atletas mais experientes da equipe e que marcou um gol na estreia.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;