Fechar
Publicidade

Domingo, 17 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Corinthians tenta retomar concentração

Ricardo Trida/DGABC Diário do Grande ABC - Notícias e informações do Grande ABC: Santo André, São Bernardo, São Caetano, Diadema, Mauá, Ribeirão Pires e Rio Grande da Serra


01/11/2008 | 07:01


O técnico Mano Menezes ordenou e todo mundo no Corinthians obedeceu. Depois da festa pela volta à elite do Brasileirão, o discurso no Parque São Jorge agora diz que "a Série B não acabou" e é preciso "fazer de tudo" para garantir o título o mais rápido possível. "Antes havia um objetivo a ser conquistado. Agora há outro", resumiu Mano na manhã de ontem.

Por isso, ele fará poucas experimentações no time que enfrenta o Paraná hoje, às 16h20, num Pacaembu provavelmente lotado. Os desfalques são o meia Morais (gripado), o zagueiro William e o lateral-esquerdo André Santos (suspensos). Em seus lugares jogarão, respectivamente, Diogo, Wellington Saci e Fábio Ferreira.

Dos três, Diogo será o mais observado pelo técnico. O Corinthians comprou, há dois meses, 50% dos direitos econômicos do ex-jogador do Sport - a outra metade ficou com a empresa Energy Sports. Esta será a primeira chance do meia, que também atua como lateral-direito e volante. "O Diogo vai no lugar do Morais", disse Mano. "Gostei da movimentação do time em Cuiabá (onde o time venceu amistoso com o Mixto por 2 a 0, na terça-feira) e vou repetir o time contra o Paraná."

Na zaga, Fábio Ferreira deve fazer um de seus últimos jogos pelo Corinthians. O contrato do zagueiro termina no dia 31 de dezembro e as duas partes já anunciaram que não têm interesse em renovar. "Sempre que entrou, o Fábio foi bem", desconversou Mano. "E também estou muito feliz por ver que o jogador estava recuperado. Ele estava em outra condição no começo do ano e agora está bem."

Fábio Ferreira, que ficou marcado pela torcida como baladeiro, não informa para qual time vai no ano que vem, mas garante ter proposta de times da Série A.

Pelas contas de Mano, faltam sete pontos para o time garantir matematicamente o título da Série B. Só depois é que o técnico vai se permitir um pouco mais na escalação. Ontem, o treinador deu a entender que o zagueiro Alves, que chegou do Joinville, deve ser dispensado, já que o clube conta com Diego - uma prata da casa "do mesmo nível". "Não estou descartando ninguém", despistou Mano. "Mas o Alves vai ter que mostrar alguma coisa a mais. Do mesmo nível, nós temos o Diego, por quem não vamos precisar pagar nada se quisermos continuar com ele."

De bom humor durante toda a entrevista, pela manhã, Mano esbanjou risadas ao ser questionado sobre a escolha de Diego Maradona para técnico da seleção argentina. "Tá na moda, né?", Brincou, numa clara referência a Dunga. "Eu já falei o que penso: para chegar à seleção, tem que ter experiência como técnico, currículo. Mas a trajetória de vencedor vai ajudar", disse.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;