Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 18 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Igreja Anglicana inicia debate sobre homossexulidade


Da AFP

15/10/2003 | 17:23


Uma cúpula extraordinária de dois dias destinada a superar as divergências entre os representantes da igreja em relação ao lugar dos homossexuais no clero, teve início, nesta quarta-feira, por trinta e sete dos 38 primados da Igreja Anglicana, em Londres.

Os primados das dioceses da Comunhão Anglicana, que abrange 160 países e reúne mais de 70 milhões de fiéis, começaram sua reunião com uma oração na capela de Lambeth Palace, residência do arcebispo de Canterbury, Rowan Williams, dirigente da Comunhão Anglicana e primado da Igreja da Inglaterra. O único que faltou ao encontro foi o arcebispo das Filipinas, que não pôde viajar. Para evitar a imprensa, que os esperava na entrada principal, os bispos entraram ao palácio usando portas secundárias.

Os primados deverão publicar, nesta quinta-feira, uma declaração comum. "Até agora, tudo vai bem", limitou-se a dizer um porta-voz do monsenhor Rowan Williams. "Os primados expõem seus pontos de vista, as alegrias e inquietações de suas respectivas Igrejas", comentou, por sua vez, um porta-voz da Comunhão Anglicana.

Rowan Williams convocou esta cúpula imediatamente após a Igreja Episcopal, ramo americano do anglicanismo, nomear um homossexual, Gene Robinson, a bispo da diocese de New Hampshire. Esta decisão, que contradisse o consenso existente até então na Igreja Anglicana, desencadeou uma áspera controvérsia, aumentada pela decisão do bispo da diocese canadense de New Westminster de abençoar os casais de homossexuais. Na Grã-Bretanha, um sacerdote homossexual, Jeffrey John, teve que renunciar, no início de julho deste ano, ao cargo de bispo ao qual foi nomeado, por causa da polêmica desencadeada pelo anúncio de sua indicação.

Segundo o Times, os primados vão discutir um plano de cinco pontos, que inclui uma advertência à Igreja americana e à diocese de New Westminster de que se colocaram fora da Comunidade Anglicana. Se persistirem em sua posição, poderão ser suspensas da Comunhão. A BBC contatou todos os primados para seu programa de rádio ‘World This Week-end’ e obteve 17 respostas. Só quatro deles disseram que aceitariam a ordenação de sacerdotes homossexuais.

Os partidários da ordenação de homossexuais contam com Rowan Williams, conhecido por suas posições tolerantes com a homossexualidade, para acalmar os conservadores e ganhar tempo. "Espero que esta reunião permita criar uma comissão, como foi o caso em relação à ordenação de mulheres, que nos permita tratar o tema e ver como podemos viver juntos em uma diversidade criativa", disse o bispo da África Austral, monsenhor Njongonkulu Ndungane.

Durante a cúpula, a associação pelos direitos dos homossexuais, a Inclusive Church, organizou três missas em igrejas próximas ao local da reunião. "A noção de exclusão é odiosa. É uma heresia da mesma forma que o apartheid foi descrito como uma heresia", disse em seu sermão o sul-africano Walter Makhulu, ex-primado da África central.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;