Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 28 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Santos lamenta pontos perdidos


Das Agências

15/10/2007 | 07:00


O empate em casa contra o Palmeiras, ocorrido no sábado, na Vila Belmiro, frustrou os jogadores do Santos. O resultado do clássico trouxe consequências muito ruins para o Santos no campeonato: além dos dois pontos perdidos em casa, o Alvinegro terminará o Brasileiro sem vencer um único clássico contra os rivais paulistas.

Outros pontos negativos foram a chance desperdiçada de chegar à vice-liderança da competição, passando o Cruzeiro, e a quebra de uma ótima sequência de vitórias contra rivais diretos na luta por uma vaga na Libertadores: Vasco, Botafogo e o próprio Cruzeiro.

“O Palmeiras é um adversário direto e tomamos um gol em uma bobeira. No segundo tempo, corremos atrás e recuperamos o resultado. Criamos mais e nossa equipe deveria sair com o resultado positivo”, afirmou o volante Rodrigo Souto.

Para o técnico Vanderlei Luxemburgo, o Santos não soube aproveitar o maior volume de jogo no segundo tempo. “Poderíamos ter tido mais sorte. Foi um jogo equilibrado, de detalhes. Erramos em um deles e depois nos recuperamos”, afirmou.

Outro lamento foi o gol olímpico de Caio: “A bola passou pelo Alessandro e entrou direto. Esse é um erro que não pode acontecer”, disse o zagueiro Marcelo. Para o jogador, o que faltou foi atenção de toda a defesa na hora do lance.

Novidade - A única boa notícia para o Santos ao final do clássico foi a boa atuação do lateral-esquerdo Thiago Carleto. O jogador, de apenas 18 anos, ganhou uma oportunidade graças à convocação de Kléber para a seleção, à contusão de Carlinhos e à suspensão de Dionísio, que também atua no setor.

O garoto mostrou personalidade e até arriscou chutes contra o gol palmeirense.

“Os companheiros me deram a maior força e eu me senti à vontade. Não quero parar por aí não. Quero estar sempre pronto para substituir o Kléber. Sei que ele é o titular, mas quero sentar no banco e estar à disposição”, afirmou o jovem, que só havia atuado profissionalmente em alguns minutos contra o Juventus, pelo Paulistão.

Luxemburgo também elogiou o novato. “O Carleto tem grande potencial técnico e muita personalidade. Um clássico entre dois times que lutam por uma vaga na Libertadores, e logo na Vila Belmiro, não é para qualquer um”.


Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;