Fechar
Publicidade

Sexta-Feira, 15 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Nacional

nacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Deslizamento soterra veículos e deixa pelo menos 4 mortos


Do Diário do Grande ABC

18/05/1999 | 08:26


Pelo menos quatro pessoas morreram no soterramento de vinte veículos, entre os quais dois ônibus cheios de passageiros, na noite desta segunda-feira nas imediaçoes do Viaduto do Lobato, no subúrbio ferroviário de Salvador.

Até o início da manha desta terça-feira, as equipes de resgate retiraram dez pessoas do local (quatro estavam mortas e seis foram internadas em estado grave), mas a Polícia Militar estima que pelo menos 30 pessoas ficaram embaixo de toneladas de terra. A tragédia foi causada pelas fortes chuvas que atingem Salvador há vários dias.

Equipes da Defesa Civil, Corpo de Bombeiros e voluntários trabalham na retirada dos escombros

A terra atingiu as duas pistas da Avenida Suburbana num trecho de, no mínimo, 50 metros. Uma madeireira situada na margem da pista oposta à encosta, que liga o subúrbio ao centro de Salvador também foi atingida pelo deslizamento. Vários empregados se feriram e todos os carros parados no estacionamento da madeireira soterrados.

No momento do deslizamento ocorria um grande engarrafamento no local, ironicamente provocado por uma manifestaçao de moradores do subúrbio que pediam melhores condiçoes de vida na regiao. No início da noite, a prefeitura interditou toda a Avenida Suburbana em funçao da tragédia.

A encosta do Lobato é considerada uma das áreas de maior risco de deslizamentos de terra de Salvador, basicamente por duas razoes: o terreno é fofo e o subsolo tem uma falha geológica.

O local, condenado como área de moradia pela prefeitura, já foi palco de grandes tragédias, mesmo assim, milhares de pessoas sem opçao, constróem seus barracos na área.

Em 1989, as chuvas provocaram um deslizamento da encosta que soterrou o Motel Mustang, matando dez pessoas. Três anos depois, a tragédia se repetiu mas nao por causa da chuva e sim pela negligência: o vazamento do um cano da rede pública no alto da encosta de 50 metros, fez correr toneladas de terra soterrando seis casas da Rua 4 de dezembro matando 11 pessoas.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;