Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 25 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Presidente indonésio pede prisao de massagista


Do Diário do Grande ABC

25/05/2000 | 10:25


O presidente indonésio Abdurramán Wahid pediu à polícia a prisao de seu massagista, que desapareceu depois de ter sido acusado de desvio de fundos do governo, num total de US$ 4 milhoes, anunciou a imprensa da Indonésia nesta quinta-feira.

``Nao sei nada sobre este assunto'', afirmou o presidente Wahid, segundo o jornal Republika. Ele também disse que ``pediu ao chefe de polícia que prenda a pessoa mencionada como suspeita no caso Bulog''.

O chamado ``caso Bulog'' ocupa as primeiras páginas dos jornais da Indonésia há duas semanas. O massagista pessoal do presidente, Suwono, é acusado de ter se apropriado de 35 bilhoes de rúpias (US$ 4,1 milhoes) do Bulog, um órgao estatal que centraliza as compras de produtos agrícolas, afirmando que o dinheiro ``estava destinado aos cofres do Palácio''.

A primeira pessoa abordada pelo massagista, o diretor do Bulog, Yusuf Kalla, se negou a aceitar o pedido dele, mas Suwono insistiu junto ao segundo homem da hierarquia do órgao, prometendo a ele uma promoçao para o lugar do chefe. Só entao Suwono conseguiu o que queria.

Kalla foi acusado de corrupçao e substituído da direçao do Bulog, mas nao por seu adjunto. Seu sucessor divulgou o assunto, precisando que os fundos entregues ao massagista foram obtidos do orçamento da cooperativa dos empregados do organismo.

A imprensa tem levantado suspeitas de que o desvio nao poderia ter sido cometido sem o envolvimento de colaboradores do presidente Wahid, entre eles Alwi Shihab, atual ministro das Relaçoes Exteriores.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;