Fechar
Publicidade

Sábado, 7 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Esportes

esportes@dgabc.com.br | 4435-8384

Ronaldo se oferece para
reforçar mala do Guarani


Do Diário do Grande ABC

03/12/2010 | 07:05


O atacante Ronaldo, que volta ao Corinthians contra o Goiás, domingo, no Serra Dourada, admitiu ontem que tiraria dinheiro do bolso para oferecer aos jogadores do Guarani diante do Fluminense na última rodada pelo Brasileirão. O Timão (67 pontos) precisa da vitória e torce para que o Tricolor (68) tropece no Rio do Janeiro (Engenhão).

"Daria sim, por que não? Um incentivo para não sofrer nenhum gol contra o Flu... E sem nenhuma hipocrisia... Não vejo problema em dar estímulo para ganhar (dos concorrentes). Virão muitas interpretações erradas", disse o Fenômeno.

Então, perguntaram a Ronaldo quanto ele poderia colocar na chamada mala branca. Ao que ele respondeu. "Não sei, liguem para minha gerente", respondeu (risos).

Liberado pelo departamento médico, Ronaldo participou normalmente do coletivo de ontem como titular na vaga de Jorge Henrique. Tite ainda confirmou o retorno do volante Elias (cumpriu suspensão nos 2 a 0 diante do Vasco) no lugar de Danilo. Assim, é provável que a equipe mostre Júlio César; Alessandro, William, Chicão e Roberto Carlos; Ralf, Jucilei, Elias e Bruno César; Dentinho e Ronaldo.

 

Adriano

O presidente Andrés Sanchez sempre despista, mas Ronaldo assumiu que tem consultado Adriano sobre a comentada transferência do Imperador para o Parque São Jorge. "Nos falamos, sim. Ele não está feliz lá. É só resolver a situação dele (na reserva da Roma) que as portas estarão abertas aqui no Corinthians. Senti que o Adriano gostaria de vir. As coisas me parecem simples. Tudo irá depender só dele. Mudei de clube algumas vezes e todas porque eu quis. Briguei por isso e ninguém nunca me deteve. Às vezes, tive prejuízo financeiro, mas valeu a pena", revelou.

Antes da entrevista de Ronaldo, o presidente havia negado a possibilidade. "Nunca mantivemos contatos. Se o Ronaldo assinar dez cheques pré-datados, o Adriano pode aparecer", provocou.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Ronaldo se oferece para
reforçar mala do Guarani

Do Diário do Grande ABC

03/12/2010 | 07:05


O atacante Ronaldo, que volta ao Corinthians contra o Goiás, domingo, no Serra Dourada, admitiu ontem que tiraria dinheiro do bolso para oferecer aos jogadores do Guarani diante do Fluminense na última rodada pelo Brasileirão. O Timão (67 pontos) precisa da vitória e torce para que o Tricolor (68) tropece no Rio do Janeiro (Engenhão).

"Daria sim, por que não? Um incentivo para não sofrer nenhum gol contra o Flu... E sem nenhuma hipocrisia... Não vejo problema em dar estímulo para ganhar (dos concorrentes). Virão muitas interpretações erradas", disse o Fenômeno.

Então, perguntaram a Ronaldo quanto ele poderia colocar na chamada mala branca. Ao que ele respondeu. "Não sei, liguem para minha gerente", respondeu (risos).

Liberado pelo departamento médico, Ronaldo participou normalmente do coletivo de ontem como titular na vaga de Jorge Henrique. Tite ainda confirmou o retorno do volante Elias (cumpriu suspensão nos 2 a 0 diante do Vasco) no lugar de Danilo. Assim, é provável que a equipe mostre Júlio César; Alessandro, William, Chicão e Roberto Carlos; Ralf, Jucilei, Elias e Bruno César; Dentinho e Ronaldo.

 

Adriano

O presidente Andrés Sanchez sempre despista, mas Ronaldo assumiu que tem consultado Adriano sobre a comentada transferência do Imperador para o Parque São Jorge. "Nos falamos, sim. Ele não está feliz lá. É só resolver a situação dele (na reserva da Roma) que as portas estarão abertas aqui no Corinthians. Senti que o Adriano gostaria de vir. As coisas me parecem simples. Tudo irá depender só dele. Mudei de clube algumas vezes e todas porque eu quis. Briguei por isso e ninguém nunca me deteve. Às vezes, tive prejuízo financeiro, mas valeu a pena", revelou.

Antes da entrevista de Ronaldo, o presidente havia negado a possibilidade. "Nunca mantivemos contatos. Se o Ronaldo assinar dez cheques pré-datados, o Adriano pode aparecer", provocou.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;