Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 25 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Coréia do Sul admite ter armas químicas


Do Diário do Grande ABC

09/05/2000 | 10:23


A Coréia do Sul admitiu, pela primeira vez, nesta terça-feira, que possui armas químicas para enfrentar uma eventual ameaça miliar norte-coreana.

``É verdade que temos armas químicas'', declarou o porta-voz do ministério sul-coreano da Defesa, afirmando que se trata de ``uma grave questao de segurança nacional''.

O governo sul-coreano jamais havia admitido que possuía armas químicas. Ao mesmo tempo, tanto os Estados Unidos como a Coréia do Sul acusaram a Coréia do Norte - país com o qual Seul está teoricamente em guerra desde 1953 - de ter produzido e armazenado armas químicas em grandes quantidades.

O jornal sul-coreano Chosun Ilbo informou na segunda-feira que o exército começou secretamente a se desfazer das armas químicas para cumprir a convençao internacional sobre a proibiçao de armas químicas assinada pela Coréia do Sul.

``O governo cumpriu com seu dever desde que aderiu à convençao de armas químicas. A questao das armas químicas tem grande importância para a segurança nacional'', anunciava, na terça-feira, um comunicado oficial.

A Convençao sobre Armas Químicas -vigente desde 1997, aplicada e controlada pela OIAC, com sede em Haia- prevê a destruiçao das reservas de tais armas, assim como de seus locais de fabricaçao, para o ano de 2007.

Segundo o jornal sul-coreano, recentemente foi construída uma fábrica com esses fins perto de uma base militar a 214 km ao Sul da capital Seul.

``Os militares conservam uma quantidade significativa de armas químicas. Construíram secretamente uma fábrica para destruí-las e começaram a tratar destas armas no ano passado'', afirma Chosun Ilbo, citando fontes militares.

``Nós nao podemos confirmar nem desmentir esta informaçao'', declarou o porta-voz do ministério da Defesa, Ha Du-Chol.

Segundo Chosun Ilbo, os militares sul-coreanos têm a intençao de destruir todas as suas armas químicas, ``equivalentes a centenas de toneladas'', até 2006.

As autoridades norte-americanas foram informadas da existência de armas químicas na Coréia do Sul, confirmou nesta terça-feira uma fonte norte-americana. Cerca de 37 mil soldados norte-ameircanos continuam posicionados na Coréia do Sul.

Segundo a agência Yonhap, o ministério sul-coreano do Meio Ambiente verificou, no ano passado, a segurança da fábrica de tratamento a pedido dos militares. O ministério se negou a confirmar esta informaçao, mas as associaçoes de defesa do meio ambiente anunciaram que enviarao ao local uma delegaçao para inspecionar as instalaçoes.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;