Fechar
Publicidade

Quinta-Feira, 21 de Outubro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Cultura & Lazer

cultura@dgabc.com.br | 4435-8364

Nada de mais


Luís Felipe Soares
Do Diário do Grande ABC

15/10/2010 | 07:03


O fim do ano passado e o início de 2010 foram tomados por uma das maiores ondas que já agitaram o meio do entretenimento. Todo alvoroço girava em torno do avanço tecnológico trazido por Avatar e como seus recursos poderiam influenciar o futuro de Hollywood. Enquanto a discussão sobre seus efeitos no meio cinematográfico continuam, o filme retorna hoje aos cinemas por período limitado em versão extendida, com uma cópia na região.

A volta de Avatar às salas ocorre meses após a produção chegar às locadoras em DVD e Blu-Ray - com novidades sobre edições mais completas e variadas surgindo a todo momento. Mas ao contrário do que se possa imaginar, não traz grandes revelações e não acrescenta muito ao roteiro.

Em Avatar - Edição Especial, o público terá a oportunidade de ver apenas oito minutos de material inédito do projeto do cineasta norte-americano James Cameron (responsável também pelos sucessos Titanic, de 1997, e O Exterminador do Futuro 2, de 1991). As cenas chamam atenção por trazerem mais do rico e chamativo universo animal e vegetal que caracteriza o ambiente de Pandora, planeta onde se passa a ação e terra do enigmático povo Na'vi.

É possível acompanhar a caçada de Jake Sully (Sam Worthington), Neytiri (Zoe Saldana) e outros seres humanóides a uma espécie de búfalos do local e a bela diversidade da flora e da fauna enquanto o casal principal corre em meio à floresta durante a noite. Destaques para a apresentação da escola na qual a Dra. Grace (Sigourney Weaver) ensinava aos Na'vi a cultura humana e a última conversa entre Jake e Tsu'tey, na qual o humano é escolhido pelo então líder do clã à beira da morte para comandar o grupo dali em diante.

O acréscimo é insignificante diante de toda a aventura e, provavelmente, não terá força para arrastar uma nova multidão aos cinemas. A versão servirá como uma última oportunidade para quem não viu a ficção nas telonas e, em terceira dimensão, possa ter a experiência completa imaginada pelo diretor nos dez anos que levou para finalizar o filme. É fato: o verdadeiro efeito Avatar está nas salas de cinema.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.


Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;