Fechar
Publicidade

Segunda-Feira, 9 de Dezembro

|

Max º Min º
Clima da Região Trânsito Assine Clube do Assinante Diário Virtual Login

Internacional

internacional@dgabc.com.br | 4435-8301

Japão aumenta área de evacuação para 40km



11/04/2011 | 05:13


O governo japonês expandirá a zona de evacuação no nordeste do país em virtude da radiação causada pela usina nuclear central de Fukushima, danificada após o terremoto e tsunami ocorridos em 11 de março. O porta-voz do governo, Yukio Edano, disse nesta segunda-feira que os novos planos de evacuação se aplicarão a localidades como Iitate, a 40 quilômetros da central nuclear, e ao povoado de Minami Soma, onde se tem medido elevados níveis de radiação acumulada. Até o momento, o governo tem mantido uma área de exclusão de 20 quilômetros em torno da central nuclear, em Fukushima, e recomenda àqueles residentes que se encontram entre 20 e 30 quilômetros da planta, que permaneçam em suas casas ou abandonem a região. "As novas regiões dentro do plano de evacuação poderiam acumular 20 milisieverts ou mais de radiação dentro do período de um ano", disse Edano. "Não há necessidade de se evacuar o local imediatamente", salientou o porta-voz do governo. Entretanto, ele frisou que seria desejável que as pessoas deixassem o local dentro de aproximadamente um mês. As informações são da Dow Jones.



Comentários

Atenção! Os comentários do site são via Facebook. Lembre-se de que o comentário é de inteira responsabilidade do autor e não expressa a opinião do jornal. Comentários que violem a lei, a moral e os bons costumes ou violem direitos de terceiros poderão ser denunciados pelos usuários e sua conta poderá ser banida.

Japão aumenta área de evacuação para 40km


11/04/2011 | 05:13


O governo japonês expandirá a zona de evacuação no nordeste do país em virtude da radiação causada pela usina nuclear central de Fukushima, danificada após o terremoto e tsunami ocorridos em 11 de março. O porta-voz do governo, Yukio Edano, disse nesta segunda-feira que os novos planos de evacuação se aplicarão a localidades como Iitate, a 40 quilômetros da central nuclear, e ao povoado de Minami Soma, onde se tem medido elevados níveis de radiação acumulada. Até o momento, o governo tem mantido uma área de exclusão de 20 quilômetros em torno da central nuclear, em Fukushima, e recomenda àqueles residentes que se encontram entre 20 e 30 quilômetros da planta, que permaneçam em suas casas ou abandonem a região. "As novas regiões dentro do plano de evacuação poderiam acumular 20 milisieverts ou mais de radiação dentro do período de um ano", disse Edano. "Não há necessidade de se evacuar o local imediatamente", salientou o porta-voz do governo. Entretanto, ele frisou que seria desejável que as pessoas deixassem o local dentro de aproximadamente um mês. As informações são da Dow Jones.

Ao acessar você concorda com a nossa Política de Privacidade.


Para continuar, faça o seu login:


  • Aceito receber novidades e ofertas do Diário do Grande ABC e parceiros por
    correio eletrônico, mala direta, SMS ou outros meios de comunicação.


Ou acesse todo o conteúdo de forma ilimitada:

Veja como ter acesso a todo o conteúdo de forma ilimitada:

Copyright © 1995-2017 - Todos direitos reservados

;